Blogger templates

28 de jun de 2011

100 Balas na TV? Oh, yeah!

 
A série em quadrinhos 100 Balas (finalmente) vai ganhar uma adaptação para a TV.
O canal Showtime contratou David S. Goyer, o roteirista de um monte de filmes baseados em quadrinhos como Batman Begins e The Dark Knight, The Crow: City of Angels e os três filmes do Blade, incluindo a direção em Blade: Trinity. O carequinha ainda está cotado para escrever o segundo filme do Motoqueiro Fantasma (Ghost Rider: Spirit of Vengeance) e o novo do Batman - The Dark Knight Rises em 2012. Ele será então o responsável em transformar a HQ brilhantemente criada por Brian Azzarello e ilustrada por Eduardo Risso em uma série de TV.

A produção será da Warner Bros., com Goyer escrevendo o roteiro do piloto e acumulando o cargo de produtor executivo.
 

Vencedora de vários prêmios Eisner, 100 Balas, foi publicada nos EUA pelo selo Vertigo, da DC Comics, e teve duração de 100 edições.
A trama combina elementos das histórias policiais, conspiração e suspense. O misterioso agente Graves aparece para pessoas de vários cantos dos EUA, que foram prejudicadas de alguma forma,  e oferece uma maleta com recursos para uma vingança: provas, uma arma e cem balas que não podem ser rastreadas pela polícia. As motivações do agente Graves são reveladas mais adiante e mostram que há muito mais por trás destas ofertas de vingança.
A oferta de Graves acaba envolvendo todos os personagens na trama.
O aspecto psicológico dos personagens é muito bem explorado e os desenhos de Risso caem como uma luva nessa série, as nuances de luz e sombra que ele usa são muito boas. O enredo é muito bem elaborado e espero que isso seja seguido no seriado da TV.

A série já teve edições lançadas no Brasil pela Opera Graphica e pela Pixel Media e atualmente a Panini tenta consertar esse verdadeiro samba do crioulo doido que as duas editoras fizeram, publicando encadernados muito bem editados.
 
Mais uma vez eu acertei minhas sugestões para séries de TV quando gravamos o podcast sobre filmes antigos que você pode conferir aqui (mas se você não tiver paciência de ouvir tudo, adiante para 52:15 desse podcast). 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentaê

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...