Blogger templates

28 de fev de 2010

O Cotidiano de um Nerd

Se nerds são engraçados, o cotidiano, às vezes, pode ser bem mais. Na soma dos dois então, pode ser muito hilário!
Esse pode ser que seja o novo hit do YouTube: Um nerd que conta seu dia-a-dia e sua visão de mundo.
Muito bom!

27 de fev de 2010

25 Sintomas (Agudos) de Pobreza


1-Degustação em supermercado.
Sabe aqueles balcõezinhos que de vez em quando aparecem no supermercado sempre com uma mocinha simpática e sorridente oferecendo alguma tranqueira pra você experimentar? Pois é, pobre adora isso. Quem é pobre adora comer qualquer coisa de graça. Experimenta até biscoito pra cachorro.


2-Comprar iPhone no MercadoLivre.
Fala sério... Isso é caso pra internar. Você acha que um iPhone de verdade custa R$ 299,00??? Em qual planeta você vive? Além de pobre, é retardado.


3-Bíblia!
Todo pobre segue fielmente as instruções da bíblia. Principalmente aquela máxima "Crescei e multiplicai-vos." Deus deveria ter acrescentado: "Como humanos, não como coelhos, seus retardados!"


4-Telha e tijolo.
A combinação é perfeita. Pobre atrai telha e tijolo feito ímã. Todo pobre que se preza tem que ter uma pilha de tijolo e telha no quintal.


5- (maldita) Inclusão digital!
Inclusão digital é nada mais, nada menos do que um bando de pessoas pobres, burras e metidas tendo acesso de alguma forma (como LanHouses de R$:1,00 a hora, escolas públicas e etc.) a computadores com internet. Isso pode parecer bom, mas... Veja o que os pobres fizeram com o Orkut. Transformaram um site legal em um verdadeiro depósito de cyberlixo.


6-Grudar o sabonete velho que está acabando no novo que acabou de abrir.
Nessa operação os pentelhos da sua sogra também participam, né?

7-Sandália Havaiana!
Meu amigo, preste atenção: só pode passear no shopping de sandália havaiana quem é rico.
É fashion! Já o pobre passeando de havaiana é simplesmente... pobre!!!

8-Usar terno no fim de semana!
Ou é pobre ou é crente... Cruz credo! Rico só usa terno no escritório ou em casamento.

9-Tapete na parede!
Compra na 25 de março um legítimo tapete persa made in paraguay e põe na parede, para ninguém pisar. 
10-Festa no McDonalds!
Só pobre acha que festa naquela porcaria de lanchonete é chique. O cara comemora o aniversário dos filhos no Mac Donald's fica controlando o que a pirralhada come e depois soma os presentes recebidos para ver se a festa não deu prejuízo.


11-Lavar carro no fim de semana!
Santa pobreza! Voce já viu alguém do Morumbi (SP) ou Leblon (RJ) lavando o carro?
Em qualquer dia da semana que seja? Quem tem grana, manda lavar.
A galera do salário mínimo acha que é programa de fim de semana lavar o chevettão 75, na calçada, com o som ligado a toda tocando funk pra todo mundo ver e ouvir em pleno sabadão... São criaturas dignas de pena!


12-Capinha de celular!
Além de ser coisa de pobre é muito boiola. Só viadinho pobre não gosta do celular riscado. Quem tem grana compra outro quando o celular fica riscado.


13-Tá zerinho-zerinho!
A criatura desorientada mantém por 15 anos colado no pára-brisa do automóvel aqueles selos de controle de qualidade, para fingir que comprou o carro "zero quilômetro". 
14-Strogonoff.
Se você perguntar a alguém qual é o prato favorito e a criatura responder "istrogonofi", pode ter certeza é pobre! 
15-Viajar para Cabo Frio ou Guarujá 
Quem tem grana viaja pra Nova York, Roma, Paris e Londres. Rico no máximo passa por essa miséria, por cima... de avião!
16-Crediário na C&A
Fala sério! Só por que a Gisele Bünchen e a Daniella Sarahiba aparecem na Tv você acha que é roupa de rico? É roupa de pobre! Quase o fundo do poço, pois o fundo mesmo, fica na Sulanca, lá em Pernambuco. 
17-Usar camisa de time na segunda feira.
Putz... Que nojeira! Usar a camisa do Corinthians ou Flamengo, na segunda feira só pra zoar a galera do trabalho é típico de quem mora na Freguesia do fiofó ou no Morro do Macaco Molhado! 
 
18-Cama beliche!
Móvel tipico dos pobres, que se reproduzem feito ratos e tem que dormir em algum lugar, uns em cima dos outros. Rico tem no máximo dois filhos. E cada um tem seu quarto.
19-"Vou de Mercedes para o trabalho"!
Com certeza, o canastrão que solta essa pérola está se referindo ao ônibus... Quem tem Mercedes, não fala que tem. Quem tem Mercedes, tem até medo de falar que tem... 
20-Laje!
Tem palavra que mais denota a pobreza do que... laje??! Por favor, se sua casa ainda não está pronta, seja mais refinado e diga: "Meu imóvel está na estrutura básica..." ou, simplesmente: "Ainda não está pronta"...
Jamais diga: "Só tem a laje!". Além do quê, Laje (argh!) lembra palavras como garage(!), mirage(!!) ou viaje(!!!), que, quando ditas desta forma, meu amigo, é porque a coisa está muito feia para o seu lado...


21-Samantha, Melanie, Stephanie, Jenniffer, Camille, Grace Kelly.
Sacanagem com a criança!
Botar esses nomes é muito pobre e brega! Coloca um nome simples de todo mundo falar, porra!
O que há de errado com os nomes mais simples como: Maria, Ana, etc?
O bom desses nomes pra pobre bixiguenta é que pelo menos não será preciso trocar de nome, quando ela virar prostituta.
Sem contar que para os meninos temos nomes como Wellington, Washington, Wilson e Milton se tranformam em pérolas como Uélitu, Uóchintu, Uílso, e Miltu... Camões se revira no túmulo a cada vez que ouve...

22-Pobrema ou poblema pra falar... 
iorgute, táuba, resistro, impim, mortandela, mindingo, tóchico, chalchicha, berruga, imbigo, bijoteria (em vez de bijuteria), framengo, curíntcha, fruzão, menas (esse é o pior), largatixa, osturdía...
Palavras mais utilizadas por... pobres! Se não é pobre, é ignorante, porque todo mundo pode aprender que não é assim que se fala! Pedir para essas pessoas falarem palavras simples como paralelepípedo, helicóptero é uma afronta. Até porque não repetem a última sílaba mesmo. Fica qualquer coisa como helicópi, paralelepípo e por aí vai...

23- A GENTE VAI ESTAR...!!!
Você quer que eu digo? Quer que eu faço? Você precisa que eu vou lá?
Pobre não conhece o subjuntivo, não conhece futuro..... verbo no presente é usado para tudo, pois pobre não conhece as sutilezas da Língua.
Aliás, modo subjuntivo nem é grande sutileza, é só bom conhecimento.
E a mania de juntar tudo numa palavra só? Não são só os alemães que fazem isso, pobre brasileiro também faz: Quéqueu digo, quéqueu faço... E as piores, a gente vai estar fazendo e vou estar ligando!!!

24-Convite "vale-empada" de casamento.
Pobre quer que você vá ao casamento dele mas não tem dinheiro para fazer festa,  então ele  seleciona quem só vai à igreja e quem é convidado para a festa após o casório.
Daí ele põe, junto ao convite, um cartãozinho chamado de "vale-empada". 
Mas sobra a alegria de ver que o fulaninho que é seu inimigo, só recebeu convite para a igreja! A festa é a pior parte... salgadinho gordurento, refrigerante barato, cerveja que dá dor de cabeça e dois tipos de massa (macarrão mesmo) com três tipos de molho!!! De sobremesa, a fruta da estação, MELANCIA!!

25-Sair da festa levando o enfeite da mesa como "lembrança"...
Que é isso, minha gente? Vai colocar o enfeite onde, pobreza? Na estante da sala? Na mesinha de centro? Dentro da cristaleira?
Como diria Justo Veríssimo: "Eu quero que pobre se exploda!"
texto retirado da internet, sem créditos. Apenas acrescentei algumas coisas. 

Tributo ao Guns N´Roses. Tributo?



Lançado em 2004, “Bring You To Your Knees – A Tribute to Guns N’ Roses”, é uma espécie de tributo ao Guns N’ Roses, em que bandas de hardcore tocam, não simplesmente covers, mas releituras que fizeram para clássicos dessa banda que revolucionou o rock/heavy metal no final da década de 80/início da de 90 (nossa como eu estou velho!).

O problema desse álbum é que, apesar dos membros dessas bandas jurarem que cresceram ouvindo Axl Rose e cia., não conseguiram manter a qualidade da maioria das músicas. Muita gritaria e pouca sonoridade de qualidade. Nem chegaram perto de muita bandinha de cover do Guns que já ouvi, e olha que já ouvi muita banda ruim tocando Guns! =)
 
Poucas releituras ficaram boas e as que ficaram tropeçaram em algum ponto da música, como Out Ta Get Me (God Forbid) que foi bem executada, mas tem um vocal exagerado demais. As melhores ficaram por conta de Estranged (The Beautiful Mistake), Nightrain (Break The Silence), 14 Years (Vaux), a muito bem tocada Anything Goes (Death By Stereo) e principalmente, Paradise City (Eighteen Visions), que é de longe a melhor regravação do disco.

As piores são os extremos do álbum Appetite For Destruction, Welcome To The Jungle e Rocket Queen (uma das músicas que mais gosto) que ficaram podraças demais!
November Rain (Time in Malta) quase ficou boa, se não tivesse ficado tanto parecida com uma música emo. A clássica Sweet Child O’ Mine foi sumariamente assassinada pela banda Most Precious Blood.
Used To Love Her e It´s so Easy que são as músicas mais fáceis de se tocar e fazer cover, na minha opinião, foram arrasadas nesse álbum.

Se não há nenhum motivo para se comprar esse disco, também não há muitos
motivos pra se ouvir, à não ser por pura curiosidade.
E graças a internet, você pode fazer isso quase de graça...
Se quizer tentar, clique nesse link para ofender os seus ouvidos... ou não!
 
Um conselho de amigo, ouça as originais!
Agora, você quer ver algo realmente engraçado?
 
 
Esse disco é mais capenga que o vovô Axl tentando dar uma de maloqueiro! =)

26 de fev de 2010

Avatarizado!

Muita gente pode ter achado o filme Avatar o cocô do cavalo do bandido smurf em termos de roteiro, mas não tem como negar que por causa de um visual totalmente fantástico, o filme rendeu (e continua rendendo) muito para os envolvidos. Muito mesmo!

Talvez eu tenha sido um dos primeiros que entraram nessa onda (mesmo que porcamente) de fazer a "avatarização" numa foto... mas o fato é que eu descobri alguém mais louco, que fez isso em uma porrada de fotos de artistas e pessoas famosas.

Você já pensou como seria um mundo "Avatarizado"?
Ele pensou...

 
Jo´hn Good' man

  
S'ayid Jarr'ah
 
 
The Jok'er
...E por mais bizarro que possa parecer...
 
 
An'ton Chi'gurgh

...ainda assim não seria tão mal quanto você possa imaginar!


E'mily d'e Ra'vin

A não ser para o verdadeiro Avatar A'ang!!!!


Veja mais fotos sinistras no Flickr do Avatizer!

25 de fev de 2010

Ten Thousand Pictures of You




Esse interessante e criativo video foi feito em 2006, usando a técnica de "pixilation" (stop-motion usando pessoas reais) e todo o filme demorou cerca de um ano para ser finalizado.

Segundo o diretor do video, a montagem precisou de 26.000 fotos!
Foram usados os programas Photoshop, Premiere 6.5 e alguns programas para animação em  3D. Pra quem é ligado em fotos, a câmera utilizada foi uma Canon EOS 350D Digital SLR.

Escrito, dirigido e editado por Robin King, o filme é estrelado por Denise Hoey, David Crow, Ruth Larkin.
A história gira em torno de Sarah e de como ela se vingou do cara que a decepcionou!
Siniiiistro!

22 de fev de 2010

Ilustra do Sangrecco e uma pequena resenha de Mesmo Delivery.

Apesar de ter gostado muito, nunca tive tempo de fazer a resenha da revista Mesmo Delivery do Grampá...



Se você não esteve no planeta nesses últimos 3 anos, vou deixar você por dentro do que se trata a revista.

Lançada pela Desiderata em Setembro de 2008, Mesmo Delivery é uma revista feita pelo desenhista Rafael Grampá, vencedor do prêmio Eisner de melhor autor de quadrinhos. Por aí, já dá pra perceber o que esperar da revista!
O roteiro, que teve como inspiração seriados de TV, é muito bem amarrado, mas o que surpreende mesmo é o desenho e a narrativa utilizada, digna de cinema e no melhor estilo Tarantino!

A história é a seguinte: O parrudo Rufo, um ex-boxeador, é contratado pela companhia Mesmo Delivery para levar um caminhão a um determinado lugar, na companhia de Sangrecco, um estranho fã de Elvis Presley, mas desde que o contêiner não seja aberto de maneira nenhuma.
No meio do caminho, durante uma parada num posto de beira de estrada bem fuleiro, Rufo se envolve numa briga com um estranho que aposta com os amigos que o grandalhão não consegue derrotá-lo. À partir daí, o que se desenvolve é muita porradaria!
Mas não pense que a HQ é só pancadaria. Ela tem um final que surpreende mesmo!


Mesmo Delivery é uma das melhores revistas de autor nacional que já li.
Ela está merecendo uma continuação, ou algo que envolva o mesmo universo...

Eu, tive tempo de lê-la novamente, logo depois que eu fiz esse desenho do Sangrecco e continuo a achando muito foda!


Estou fazendo uma espécie de passo-a-passo com a produção desse desenho, para testar o Cantasia, um programa que preciso aprender a mexer pra fazer uns trampos da faculdade... Logo eu posto o resultado aqui.

O desenho também já mandei pro Grampá e ele curtiu bastante! Achou "classe"! =)
Espero um dia vê-lo nas páginas de seu blog, o Mesmo Fan Art, um blog dedicado aos desenhos dos leitores e fãs de Mesmo Delivery.
 

20 de fev de 2010

Animação: A Dama e a Morte

 

Viver num país que dá apoio à cultura é outro esquema...

"The Lady and The Reaper" (a Dama e a Morte) é uma animação feita pela Kandor Moon, que contou com o apoio do governo da Espanha, através do Ministério da Cultura daquele país. Muito bem ilustrada e renderizada, ela conta a história de uma simpática velhinha que passa por alguns transtornos para encontrar finalmente seu falecido marido.

  

Ela é disputada freneticamente por um super-médico metido à besta e uma morte muito atrapalhada!
 
 
  
A iluminação está perfeita, os cenários muito bem construidos e a trilha sonora bem competente com a proposta da animação!


A morte dessa animação me lembrou muito um personagem de um game muito legal chamado Grim Fandango, da LucasArts, uma caveira que trabalhava numa agência de viagens e que investigava uma rede de corrupção no Mundo de los Muertos, Manny Calavera.

  
  
Escrito e dirigido por Javier Recio Gracia, além de ser produzido por Manuel Sicilia e vários outros nomes, tem como curiosidade na produção o ator Antonio Banderas!

 

Assista a animação logo abaixo!
Mas se quizer ver com uma qualidade melhor, clique no link atrelado ao nome dela lá em cima no começo do post!

HQ Nacional: Monstrologia


Uma boa surpresa pra mim em 2009 foi a série Monstrologia. Essa HQ nacional produzida pelo roteirista e desenhista Santiago Lovera trouxe roteiros criativos e originais, apesar de lidar na maior parte, com lendas urbanas bem conhecidas, e outras nem tanto.
Não lembro onde eu consegui o primeiro número dessa série, mas comecei a acompanhar efetivamente através do site/editora NHQ (Núcleo Quadrinhos) assim que todos os outros números foram publicados.
A HQ já está no n° 6 e a qualidade está cada vez melhor! Muito divertida. Assim como uma boa HQ tem de ser!

Confesso que a arte ainda não me convenceu tanto, mas Santiago tem muita criatividade para desenvolver esses desenhos e é certo que conforme for desenhando cada vez mais seu traço vai melhorar ainda mais.
Acho que ele está num caminho legal, pois seu traço é particularmente original, meio puxado para o mangá, mas já dá pra perceber que ele já achou seu estilo de desenhar. E isso é muito importante para um artista!

Então, tá dado o recado. Acompanhe essa divertida série, que mostra "El Caveira", um personagem simpático e aloprado, que enfrenta todo tipo de "monstro", as lendas urbanas, como a Loira do banheiro, o Arranca-Língua, o Homem-do-Saco e até o Bicho Papão!

Eu fiz uma pequena homenagem ao Monstrologia através dessa fanart!
Ficou cool, não?

17 de fev de 2010

Val - Singles #1

Tem uma grande novidade pra você que curte o personagem Val.
Está sendo disponibilizado lá no site Plano B, do meu amigo Vagner Francisco, algumas HQs online, como Ogiva, Os FEDERAL e inclusive do personagem, em formato de leitura através do Issuu.
Algumas são no estilo "Singles". Histórias que funcionam sozinhas, tiradas das revistas onde foram publicadas, para compor uma nova, só que agora online.
Escolhi essa pra mostrar aqui, não só porque a minha HQ faz parte, mas porque essa, diferente das outras, é composta por três histórias nas quais duas, são feitas por desenhistas que executaram um ótimo trabalho com o Val, Gerson Witte e Denis Pacher.

A minha, Encontro com Vantagem Unilateral, foi o primeiro trabalho que fiz com o Val e está na versão colorida!
Espero que curtam!
  

15 de fev de 2010

Video Book Flip

Achei bem interessante essa técnica de "book flip" filmada em video.
Já teve algo parecido postado por aqui, lembram?
Essa foi feita pela italiano Donato Sansone.
Bem louco!


Submundo Entrevista: Mike Deodato



Deodato Taumaturgo Borges Filho, ou Mike Deodato, nasceu em Campina Grande em 1963 e é um dos poucos artistas brasileiros de Histórias em Quadrinhos a ganhar projeção internacional.

Deodato se tornou quadrinista influenciado pelo seu pai, Deodato Borges, que lhe ensinou desenhar e foi quem lhe apresentou primeiramente os trabalhos dos mestres Will Eisner, Burne Hogarth e outros. Seu pai era jornalista, radialista, roteirista além de quadrinista, criador do personagem "Flama" nos idos de 1963. Surgido nas novelas de rádio, o personagem foi um dos primeiros a aparecer em revistas em quadrinhos publicadas no Nordeste brasileiro.  
"Deodato Jr." fez aos 15 anos sua primeira revista independente de HQ, com seu personagem, o Ninja, em formato de fanzine.
Nos anos 80, além de publicar regularmente charges e cartuns em jornais da Paraíba, ele publica uma revista tamanho gigante "3000 Anos Depois", uma saga de Ficção Científica!
Antes mesmo de ganhar a América do Norte, Deodato publicou trabalhos na Europa (Bélgica, França e Portugal).

Foi na década de 90 que ele começa a ganhar destaque. Através de agenciamento feito pelo estúdio Art & Comics desenha "Lost in Space" e "Beauty and the Beast" (quadrinhos baseados em séries de TV), pelo selo de quadrinhos americano Innovation Comics, "New Miracleman" pela editora Eclipse, e "Hibrides", (com arte-final de Neal Adams!), pela Editora Continuity (do próprio Neal Adams).

Tornou-se mais conhecido no mercado americano e no brasileiro, ao desenhar em 1994, a Mulher Maravilha (DC Comics). Ainda pela DC fez Batman e Flash (arte-final).


Pela Marvel Comics, Deodato ilustrou vários heróis como Os Vingadores, Thor, Hulk, Homem Aranha, X-Men, Mulher-Hulk, Elektra entre outros.


Teve uma passagem muito elogiada em Glory, de Liefeld, pela Image e pela Dark Horse fez Xena, Star Wars Tales e um encontro de com VampirellaLady Death.
Tive um bate-papo com Mike, essa semana, onde ele fala dos "primórdios" da carreira, da elogiada fase em Homem Aranha, de Dark Avengers e do seu trabalho mais recente, Secret Avengers. Vamos à entrevista!

.

Submundo Mamão - Pra começar a entrevista, vamos dar um pulo no tempo. Você teve grandes influências quadrinísticas (como Eisner) e um mestre, seu pai, que estava ali sempre te ajudando a desenhar, não é?
Mike Deodato - Eu aprendi copiando de gibis e observando meu pai desenhar. Na verdade continuo aprendendo. Foi só à partir dos treze anos que meu interesse realmente aumentou.
Submundo Mamão - Como a maioria dos quadrinistas, você começou fazendo sua própria
criação em fanzines, etc. Fala um pouco dessa experiência do começo, de fazer a própria revista independente, etc. 
Mike Deodato - Fazer quadrinho independente é essencial pro desenvolvimento do artista, em minha opinião. Comigo não foi diferente. Aprendi muito tentando e errando. A opinião dos leitores foi também essencial. Sinto saudade desse tempo. 

Submundo Mamão - Você fez algumas coisas para os jornais nos anos 80 e até algo com
ficção cientifica. Você fez bastante coisa diferente no começo.
Mike Deodato - Na verdade desenhei de tudo quando publicava no Brasil. Fiz literalmente todos os gêneros, tentando sobreviver de minha arte, o que infelizmente, depois descobri que não conseguiria se continuasse tentando só no Brasil. 

Submundo Mamão - E hoje dá pra dizer, olhando para o que acontecia nessa época, que
um futuro emprego no mundo dos quadrinhos já estava se desenhando, ou você nem fazia ideia de que isso ocorreria?
Mike Deodato - Sempre soube que conseguiria, nunca tive dúvida disso! Aos treze anos decidi que seria desenhista de quadrinhos e fui atrás de meu sonho. 

Submundo Mamão - Você começou nos quadrinhos americanos através de selos pequenos,
como a Continuity de Neal Adams e depois fez um trampo na DC com a Mulher Maravilha, do qual ficou mais conhecido. Como foi essa fase? 
Trabalhar com Neal Adams e salvar uma revista do cancelamento é um bom começo, não? =)
Mike Deodato - Foi um começo bem difícil nos states também. Editoras pequenas, calotes muitos...
Quando finalmente veio a chance de apresentar amostras pra DC, coloquei tudo que tinha naqueles desenhos e o resto foi só consequência. 

Submundo Mamão - Depois da DC, você começou a desenhar pra Marvel e, ainda bem, parece que isso vai rolar por muito tempo!
Como você fez mais coisas pra uma do que pra outra, acho meio injusto te perguntar qual é a sua editora preferida (rs), então vou perguntar qual o trabalho que você mais curtiu fazer em ambas?
Mike Deodato - Na DC foi a Mulher-Maravilha e na Marvel foi o Wolverine.
.

Submundo Mamão - E quanto aos quadrinhos que você lê? Qual título você prefere?
Mike Deodato - Atualmente ando lendo Criminal, Calvin e Haroldo e Fables.

Submundo Mamão - Eu conheci seu trampo na época em que você fazia a Glory para a Image e logo após fui atrás da revista da Mulher Maravilha para conferir mais do seu trabalho. Eu curti Glory, mas meio que achei que ela era uma cópia descarada da Mulher Maravilha e hoje a gente sabe que a intenção era essa mesmo. =)
A gente sabe que você fez um puta trabalho ali, mas, só pra polemizar, um pouco será que o Liefeld pensou em você pela repercurssão que você tinha com a Mulher Maravilha?
Mike Deodato - A idéia era exatamente essa! Liefeld pode não ter outros talentos, mas é um excelente homem de negócios. 


Submundo Mamão - Você mudou seu traço, que era bem puxado ao estilo do Jim Lee nos anos 90, e vem melhorando cada vez mais e inclusive fazendo um lance muito legal, pelo menos pra muita gente que curte seus desenhos assim como eu, que é dar um rosto mais realista para os personagens dos quais você trabalha, como por exemplo, na série do Homem Aranha, que você usou referências de pessoas como o Tommy Lee Jones para o Norman Osborn e tal. Como surgiu essa ideia de fazer algo tão diferente?
Mike Deodato - Na verdade isso vem de longe... Gulacy já fazia isso nos anos setenta. Gosto de homenagear atores e artistas que aprecio.


Submundo Mamão - Mike, ainda tem algum personagem que você gostaria muito de fazer
em quadrinhos?
Mike Deodato - Príncipe Valente, Ken Parker, Tex, Conan, Tor.

 
Submundo Mamão - Como foi desenhar “Dark Avengers”?
Mike Deodato - Tem sido um prazer. Adoro Bendis e todo o time. Faria mais dezeseis números brincando.

 
Submundo Mamão - Uma última pergunta: existe algo que você possa adiantar sobre “Secret Avengers”, que faz parte da saga Heroic Age da Marvel, da qual você atualmente está trabalhando? Quais são suas expectativas para a série?
Mike Deodato - Só posso dizer que li o roteiro do número um e é o melhor roteiro que recebi nos últimos anos! Genial!


Então é isso! Estamos esperando anciosamente por isso aqui no Brasil!
Valeu, Mike!
 Mike aproveitou pra mandar uma capa exclusiva pra gente!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...