Blogger templates

30 de abr de 2008

Iron Man - The Movie

Eu (como qualquer mortal não pertencente a classe jornalística que teve oportunidade antes) fui ontem (30/04) assistir ao filme do Homem de Ferro e cara... vou te falar, eles acertaram a mão no filme!!!

Não é a toa que alguns sites gringos estão considerando o filme do Homem de Ferro próximo ao que foi o Homem Aranha 1. Eles transcreveram, embora atualizado, a essência e o início da carreira do personagem. Ou seja, ficou uma bela adaptação dos quadrinhos para o cinema!

Robert Downey Jr. está perfeito no papel do Ferroso, e acabou criando um Tony Stark bem melhor que nos quadrinhos. Ele é espirituoso, bem-humorado e sua inteligência e genialidade estão bem mais à mostra, mas sem se tornar clichê. Mostra que toda aquela capacidade de criar máquinas e conceitos mecânico estão inerentes ao personagem.

Todos os outros personagens estão igualmente perfeitos, de Pepper a Rhodes (na minha opinião os melhores). A participação de Stan Lee ficou hilária.

Os efeitos especiais e a trilha sonora também estão muito bons...

Gostei muito do filme! Considero que foi um roteiro competente, principalmente numa questão que considerei essencial para o filme. O principal personagem não foi apenas a armadura, o Homem de Ferro, mas o cara que estava lá dentro da armadura e tudo aquilo que envolveu e motivou sua criação.

No final, eu sai do cinema com a impressão que no final das contas o Homem de Ferro é apenas humano... parafraseando Nietzsche, demasiadamente humano!

Nota:9

links relacionados:
O que saiu no Submundo antes, aqui.
Primeiro Trailer, aqui.
A trilha sonora (numa época que os clipes eram feitos com a banda tocando mesmo!) aqui.
Preview do Game, aqui.

25 de abr de 2008

Capista


Enquanto vou tocando uns projetos aqui e ali, fazendo tiras, escrevendo roteiros, etc... às vezes pinta a oportunidade de fazer capas para
webcomics.
Essa que apresento acima, foi feita a uns meses atrás para a webcomic "Vivos Mortos" produzida pela galera do CCHQ (Cooperativa Criativa de Quadrinhos), que tem o objetivo além de juntar a galera que está começando nesse ramo, pessoas que já tem alguma experiência e/ou pessoas que se interessam por quadrinhos, além de viabilizar o contato e troca de informações entre elas no intuito de produzir Histórias em Quadrinhos.
Se te interessar, lá no site da Cooperativa eles explicam melhor sobre os projetos que estão rolando, além de ter um link para a comunidade no Orkut, onde roteiristas, desenhistas, diagramadores, letristas, coloristas e etc. podem se encontrar para trocar idéias, falar sobre HQs e quem sabe, formar uma parceria criativa.
Lá você encontra também, lógico, o link para o download da webcomic.

Pode parecer que a cooperativa ainda está sobre o manto do amadorismo e, em alguns pontos, eu até acho que está, mas ainda assim, é louvável o esforço que essa galera tem desprendido para unir as pessoas que se interessam e querem fazer, assim como muitos artistas brasileiros dessa área estão fazendo para não cair no esquema, "esperar cair do céu".

Gostaria de estar fazendo muito mais capas e desenhos, apesar do pouco tempo que tenho, até porque busco a chance de mostrar meu trampo numa revista de grande porte como a SuperInteressante ou Mundo Estranho ou melhor ainda, num livro infantil, coisa que anda meio difícil de acontecer. Mas estou tentando... começando de baixo, às vezes sem remuneração, para veículos sem muita circulação ou expressão, mas que trazem um conhecimento absurdo, principalmente por que você está tratando diretamente com quem interessa, o leitor...

24 de abr de 2008

Trailer Fodástico de Hancock

Uuuuia!

"Antes ser um bêbado conhecido do que um alcoólatra anônimo!" - Hancock

Parece ser um filme legal... pelo menos até a parte da recuperação através de (não, não pelo AA) um relações públicas (?!?).
Acho que se tivesse super poderes seria carniça igual.

Se bem que esse tipo de atitude em mim não seria por conta da bebida...
Ah! O poder! Hahahahahhaa...

Mais um Brasileiro na série LOST

Nem se passaram 48 horas do desaparecimento já tem piada feita.
Êêêta país "gozadinho"!
Realmente o país da piada pronta!

22 de abr de 2008

Homem ao Mar

clique para ampliar.

Tira saindo do forno!
Galera, sei que é trágico, mas acredito também que somos todos responsáveis pelos nossos erros!
As vezes é mais simples quando fazemos aquilo que sabemos, sem se aventurar por caminhos que não conhecemos... pelo menos ter a sapiência de aprender a utilizar uma %$#@ de GPS!
De qualquer maneira, que ele fique em paz!

Aqui também tem mais tiras.

19 de abr de 2008

Sasquatch

Quando eu comecei a ler quadrinhos, láááá atrás na década de 80, não só me interessei pelos quadrinhos produzidos naquela época, como nos anos anteriores. Coisas da década de 70, onde li muito material bom e divertido do Aranha por exemplo. Se bem que era meio difícil de dizer o que era realmente daquela época, pois as histórias publicadas no Brasil não seguiam uma cronologia muito boa e o atraso de material em relação aos EUA era absurda!

Para aqueles que são mais novos entenderem, era como se estivéssemos lendo por exemplo, aqui no Brasil histórias anteriores à Dinastia M e lá nos EUA já estivessem publicando outro material além dessa nova saga dos Skrulls, Invasão Secreta.

Era barra!

Depois comecei a entender que os editores da época eram os verdadeiros heróis! (Se bem que existiam alguns “vilões” no meio, como aqueles que mandavam cortar páginas da história pra caber melhor nas revistas).

Apesar de coisas bizarras, como também algumas histórias de “naipe” duvidoso, ainda assim, era divertido ler as histórias daquela época.

Podia se dizer que eu era um rato de sebo. Tinha ficado encantado com as histórias e queria saber como elas começaram aqui no Brasil. Cheguei a adquirir coisas da EBAL e até aquelas revistas que vinham de brinde nos postos Shell!

Além de comprar os normais Homem Aranha e Hulk, vivia procurando coisas como Heróis da TV (por causa dos Vingadores) e, a melhor na minha opinião, Super Aventuras Marvel. Na época, todas essas que mencionei, publicadas aqui no Brasil pela Editora Abril.

minha primeira SAM adquirida!

Nessa última, era possível ler histórias que iam desde os “pequenos” Mestre do Kung Fu, Punho de Ferro e Doutor Estranho até os “gigantes” Quarteto Fantástico, X-Men e Demolidor/Justiceiro.

O Guardião (na época chamado de Vindix) surrando Wolverine

(por não aceitar o convite para ingressar na Tropa)

Foi através dela que entrei em contato com a arte de John Byrne, que considero o cara responsável pelo meu interesse em fazer quadrinhos de super-heróis, na época fazendo Quarteto e X-Men e de John Romita Jr., que na época fazia Demolidor, e que é o responsável por eu levar muito a sério meus estudos nos desenhos.

Adorava as coisas que esses caras faziam!

Foi por causa da Superaventuras Marvel, que conheci esses artistas, essas fantásticas histórias e foi através dela que conheci um dos meus grupos favoritos de heróis, que era a Tropa Alfa!!! Um grupo de heróis canadenses patrocinados pelo governo. Uma espécie de Vingadores do Canadá!
Escrita e desenhada por Byrne, foi sem dúvida um dos trabalhos mais legais dele e a melhor fase do grupo, que foi criado para ser apenas um pano de fundo de uma história dos X-men. Mas o curioso disso tudo é que anos depois, Byrne afirmou que odiava faze-los!!!

a primeira formação da Tropa Alfa!

Vai entender... o fato é que saiu tudo muito bem escrito. Pena que ele "parou no tempo", mas tudo bem, ele ainda tem no currículo grandes histórias, como o excelente trabalho em X-Men (até nas histórias que antecederam a Morte da Fênix) e no Quarteto Fantástico (grupo predileto dele).

Tem gente que odeia seu trabalho por causa das profundas mudanças que ele fazia com os personagens, mas na minha opinião, além de serem mudanças precisas e necessárias, eram muito bem construídas... Mal sabiam aqueles que tanto reclamaram de seus trabalhos que viria um editor, (que também um dia foi desenhista da casa, e às vezes ainda é) para promover as piores e esdrúxulas mudanças nas vidas dos personagens do Universo Marvel, o gordo-deitão Quesada.

Mas eu queria falar um pouco da Tropa. Na verdade sobre Sasquatch. O gigante alaranjado que tinha um pouco a ver com Bruce Banner/Hulk, já que era resultado de experiências com radiação gama, assim como o gigante esmeralda.

Isso no começo de sua história.

Seu alter ego, Dr. Walter Langkowski, possuía a habilidade de se transformar nessa besta super forte e alaranjada, parecida com a mitológica figura de um Sasquatch. Esta transformação era provocada pela força de vontade. Em seu estado transformado, Langkowski tinha maior resistência, vigor e resistência a ferimentos. Além disso, possuía garras afiadas e podia pular distâncias incríveis.

Estes poderes vinham da experiência que fez consigo, em seu laboratório perto do círculo ártico, utilizando o bombardeamento de raios gama. E a localização de seu laboratório é a explicação do por que ele não se transformou em algo verde (como é "comum" em pessoas que são afetadas pela radiação gama) em vez do laranja. Langkowski achava que tinha a ver com algo relativo a Aurora Borealis.

Entretanto, mais tarde descobrimos, que não foram os raios gama responsáveis pela transformação em Sasquatch, e sim que seu equipamento de laboratório abriu uma entrada entre nosso mundo e o “reino de grandes bestas.” Quando este portal foi aberto, uma besta mística (Tanaraq) tomou o corpo de Langkowski concedendo-lhe seus poderes. Ele teve que aprender a manter suas próprias personalidade e inteligência quando sob a forma de Sasquatch, e foi muito bem sucedido por um tempo... Certa vez, Tanaraq tomou o controle total de Sasquatch, forçando o Pássaro da Neve a matá-lo.

Polaroid tirada da última aparição de Sasquatch no Canadá.

Eu tenho saudades daquela época. Tenho saudades da Tropa Alfa. E tenho saudades de personagens impares como Sasquatch.

18 de abr de 2008

Stan Lee e sua Legião de 5

Em anúncio a poucos dias atrás (16/04) pela Hollywood Reporter, ficamos sabendo mais sobre a nova empreitada de Stan "Fuckin'" Lee. A empresa de propriedade do velho Stan, a Pow! Entertainment, juntou-se à Brighton Partners para criar uma nova franquia de personagens.
O projeto já tem o nome de Legião dos 5 (Legion of Five). Onde já estão planejadas além das histórias impressas, séries de filmes feitos em CG (animação por computação gráfica), mas com uma abordagem mais para a inclusão de jogos, além de brinquedos e toda quinquilharia possível para esse tipo de coisa.
Todos os detalhes sobre como vai ser a fuça desses personagens ainda está sendo mantido em segredo. A única coisa que não está sendo mantida em segredo é a grana investida nessa parada toda de animação em CG, em produção pela Rainmaker... mais de 24 milhões de doletas!

Pô, Stan! Sacaneou!
Eu sabia que esse velho ia acabar uma hora ou outra copiando a minha cópia do Quarteto, o Quinteto Bombástico!

Depois da reunião que fizemos, uma festa em comemoração aos 100 downloads das webcomics que fiz (do crossover entre os MDM e o Homem Grilo e os Scabies), onde conversamos sobre as novas tendências das webcomics de heróis e humor, percebi que o tópico que perdurou por horas, estranhamente, foi em torno do nome "Quinteto Bombástico", e tenho certeza que ele saiu com um sorriso muito sacana de lá!

Essa é a diferença entre eu e Stan, apenas pouco mais de US$ 24 milhões!

17 de abr de 2008

Eisner Awards

Hoje "zapeando" (palavra muito usada por 10 entre 9 brasileiros que não querem admitir que assistem certos programas) por sites e blogs sobre quadrinhos e afins, acabei "caindo" no Newsrama. Lá estava a lista dos Indicados ao prêmio Eisner Awards, e para minha surpresa tinha lá os nomes dos grandes desenhistas brasileiros Fábio Moon e Gabriel Bá!

(como eles são gêmeos, você pode achar que um é outro e vice-versa)

Porra, fiquei bem contente com a notícia. Curto muito o trabalho desses caras e eles merecem esse reconhecimento, mesmo que não ganhem... mas vou ficar aqui torcendo!

Passei lá pelo blog deles pra saber mais notícias, mas não tinha muito mais coisa a acrescentar ao que eu já tinha lido.
O Umbrella Academy, série escrita pelo vocalista daquela banda emo (até que é legalzinha) My Chemical Romance, Gerard Way e desenhadas por Gabriel Bá foi indicado a melhor série limitada.

De lambuja, recebeu as indicações de Dave Stewart como melhor colorista e James Jean como melhor capista. O Sugar Shock, desenhada pelo Fábio em parceria com Joss Whedon no ano passado, foi indicado a melhor HQ digital (mais conhecida como webcomic).

Mas a grande surpresa é essa: a revista independente O 5, (Gabriel, Fábio, Becky, Vasilis e Grampá) foi indicada à melhor antologia.
Parabéns de novo, velhinhos e sucesso!!!

Eu realmente ia traduzir e postar a lista completa por aqui, mas já existem "N" sites e blogs que fizeram isso, e se você está com tanta preguiça assim de procurar, então toma um Link legal e aproveita!

16 de abr de 2008

O Sumiço do Grilo e A Extraordinária Liga de Heróis Brasileiros

Já há algum tempo venho recebendo e-mails ou scraps pelo orkut sobre algumas questões quanto ao Homem Grilo. Tento responder aquilo que eu sei, dentro do possível, mas sempre acabo direcionando a galera a conversar diretamente com o Cadu sobre essas questões já que ele, como dono do personagem, saberia responder melhor do que qualquer um a essas perguntas.

São pessoas querendo saber sobre quando será lançado a próxima webcomic, a próxima revista impressa, o porquê da numeração da revista estar no n° 42, etc...

Mas uma questão em particular me chamou muito a atenção. Foi de um leitor que questionou o porquê do “sumiço” do Homem Grilo das tiras, já que existe até um personagem parecido por aí num filme prestes à estrear (do qual estamos tirando uma onda que é cópia do HG).

Pois é... pra falar a verdade, até eu acho que seria uma jogada de marketing perfeita aproveitar essa “onda” do filme SuperHero e investir mais no personagem pra ele aparecer quem sabe não só por aqui no Brasil, mas parece que não é a mesma visão que o roteirista/dono do personagem têm.

Eu faria algo a respeito. Taí o toque pra ele, né? =)

E também puxando meu arquivo de tiras publicadas, constatei que foram feitas por mim, desde que eu entrei nesse esquema de fazer os desenhos, apenas 7 tiras do personagem, sendo que 3 foram escritas por mim... Eu também sinto falta do personagem!!!

Mas fazer o quê? Eu entendo isso, porque às vezes a gente fica mais a vontade pra escrever outros personagens, por serem mais fáceis de lidar, como está acontecendo atualmente no caso de WebBlack. Está saindo mais tiras dele, pois está sendo mais fácil pro Cadu escrever sobre ele.

Talvez se não fosse pelo filme, esse “sumiço” não seria assim tão importante, já que tem bastante personagem interessante em seu “universo”, como a Garota Cri-Cri e o Musculoso, e sempre tem uma webcomic do Grilo rolando no site.
Ele só está um pouco afastado das tiras...

Mas pra mim, quem está mesmo muito afastada é a Maravilhosa.
Às vezes até esqueço que ela faz parte da trupe.

Por falar em trupe... outro dia me pediram pra fazer um desenho do Homem Grilo com todos os outros personagens como se fossem a liga da Justiça. Achei a idéia legal, mas fiz um esboço só com os principais, como se fossem a “liga original”. Era pra ser só um rascunho de presente, mas o problema é que curti tanto o desenho, que resolvi finalizá-lo!

Ainda quero fazer todos do Griloverso juntos, mas acho que esse ainda vai demorar...

Pestana e Zureta #3

clique na imagem para ampliar

Tem muitas outras tiras legais aqui também.

8 de abr de 2008

Grandes Clássicos dos Quadrinhos

Na tira n° 82 que fiz para o "Griloverso", o Universo do Homem Grilo, foram mostradas as capas das revistas que serão os clássicos dos quadrinhos do século XXI, na visão futurista do roteirista Cadu Simões, porém por uma questão de espaço, algumas imagens ficaram prejudicadas em seus detalhes. Nada que comprometesse a idéia da tira e sua piada, mas mesmo assim resolvi postar as capas separadas até por uma questão de curiosidade da galera.

A primeira mostra a cultuada série Cavaleiro das Trevas de Frank Miller, que na minha opinião não deveria ter saido da primeira...

A segunda, a fantástica Watchmen, de Alan Moore e Dave Gibbons, só que essa, na versão futurista, ganhou o escritor de Jeph Loeb e o desenhista Jim Lee como responsáveis pela parte II. Será que ficaria bom?
E por último, mas não menos importante, ficou aquela que antes não passava de uma velhinha simpática e dengosa e hoje, se tornou a imortal mais mala do Universo Marvel, a tia de Peter Parker, May!!! Tretando com nada menos que Thanos, Doutor Destino e até o gigantesco Galactus que arregou pra velhinha!

Clique na imagem para ampliar

7 de abr de 2008

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...