Blogger templates

30 de set de 2010

Sai a lista de vencedores do 22° HQMix


Foi finalmente divulgada a votação do 22° Troféu HQMIX, que acontece nesse dia 6 de Outubro em Sampa!
Os melhores do quadrinhos e humor gráfico de 2009 serão premiados com o trófeu, que esse ano homenageia um dos grandes personagens de quadrinhos, o Astronauta, esculpido pelo artista plástico Olintho Tahara.

Os grandes homenageados da noite serão, para o troféu de Grande Mestre, o cartunista Laerte, importante figura na história do humor gráfico no Brasil e grande inspirador de toda uma nova geração de desenhistas; Maria Ivete Araújo, mais conhecida como Zetti, pelos seus 30 anos na organização do Salão Internacional de Humor de Piracicaba e o Estúdio Art & Comics, que gerou um novo mercado para o artista nacional agenciando-os para trabalharem nas editoras americanas, fazendo com que se destacassem, sendo mundialmente conhecidos e premiados.
Como Grande Contribuição ao quadrinho nacional, o programa da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, o PROAC, que anualmente escolhe obras de quadrinhos para serem produzidas e editadas com verba destinada.
Isso só mostra como os trabalhos feitos por quadrinistas independentes estão tomando cada vez mais corpo, mostrando o quanto há de material de boa qualidade vindo daqueles que não encontram espaço nas editoras para editá-los!

A lista dos vencedores você confere aqui.


Eu vou estar por lá vendendo algumas revistinhas de tiras do Submundo Mamão! Espero por vocês lá!



Onde e quando: 

06 de outubro de 2010, às 20h
SESC Pompeia
Rua Clélia, 93 - tel: 3871 7700

Apresentação de
Serginho Groisman
Show da banda do programa Altas Horas
Participação especial:Comédia Canibal com Rogério Vilela e Rudy Landucci

Grátis. Retirada de ingressos no dia do evento na bilheteria do Sesc Pompeia

Obrigado, Ronaldo!

Tenho muito à agradecer ao Ronaldo Fenômeno, pois um dos meus grandes desejos era ter um corpo de atleta...


...e graças a ele, hoje eu tenho!

29 de set de 2010

Como tornar-se invisível





Ser invisível e cego definitivamente não seria muito legal. Acho que nessas horas a ciência pode ser um tanto desistimulante! Como resolver o problema das retinas?


Vi no Capinaremos.

Rap "Game Over do Super Mario Bros."

Se tem uma coisa que não sai da minha cabeça é a maldita musiquinha do jogo Mario Bros e invariavelmente eu me pego assobiando essa música no trabalho. O pior é que ela contamina e todos começam a cantarolar ou assobiar. O mais engraçado é que às vezes eu pego alguns disfarçando, tentando assobiar num outro tom, ou outra música, mas eles acabam caindo nela de novo! Bwah-Hahá!
Depois que ouvi essa fantástica versão então... nem se fala!

Ouça, e tente não ficar com ela na cabeça depois!



Uma das melhores versões de já feitas para homenagear esse game lendário!
Download em mp3 da música aqui.

Escapando da Praia de Plástico


Escape to Plastic Beach é o primeiro vídeo do documentário feito para a banda virtual de trip rock (ou rock alternativo se preferir) Gorillaz.

A banda, que tem influências no britpop, dub e música eletrônica, foi criada em 98 pelo integrante do Blur, o vocalista Damon Albarn em parceria com o master desenhista Jamie Hewlett que já fez muita coisa legal, como Tank Girl, mas que provavelmente será lembrado pra sempre apenas como o desenhista do Gorillaz.
A banda fez um som meia boca lançado nesse ano, conforme eu discuti aqui, mas apesar disso, a banda já tem história. E uma boa história, digna do melhor quadrinho alternativo já feito!
O nível de criatividade envolvido nessa banda é uma coisa única no mundo do rock. Nunca uma banda virtual foi tão longe, e agora pode ser que estejam pipocando sintomas de que ela não vai muito além.

E em parte, esse documentário é auto-explicativo no que eu tô dizendo...





O video que estou postando é introdutório à turnê que o Gorillaz vai começar a fazer e mostra, entre outras coisas, o paradeiro da verdadeira Noodle, a guitarrista japonesinha que foi substituída por uma réplica robô, como pode ser visto no clipe Stylo, que tem a participação de Bruce Willis, o que aconteceu com o baterista Russel que aparentemente tinha deixado a banda, como o vocalista 2D foi capturado para ser levado à mansão na Praia de Plástico e quais são os planos macabros de Murdoc para os integrantes da banda e sua carreira. Na verdade, isso também pode ser visto no clipe "On Melancholy Hill", só que sem o blá blá blá do baixista esquizitão.


E o sintoma de que a banda provavelmente anda mudando do mundo virtual para o real é a substituição que aparece no vídeo, onde as figuras em 2D (e às vezes em 3D) são substituidas por outros músicos, agora reais, que irão tocar na "Escape to Plastic Beach Tour".
Se isso é apenas um chamariz para a banda, um marketing, algum tipo de roteiro para a nova turnê, o que é comum no mundo dessa banda, então tá aprovado! Porque parece que a banda, a original, está atrás desses músicos reais que tomaram seus lugares, para a desforra!



Aí vai um pequeno trecho do documentário, que ficou bem divertido, apesar do cd não ter ficado tão bom assim na minha opinião...


28 de set de 2010

MDMs Ninjas!

Fiz uma série de desenhos pra galeria MDM #257, 260 e 261 com os buchas do Melhores do Mundo ao melhor estilo ninja!
Agora eles estão todos reunidos nesse único desenho que apresento abaixo!
Pra ver no DeviantART clique aqui

Dhá Nindjáh!

clique na imagem para ampliar

25 de set de 2010

Cigarro e os Quadrinhos


Muito antes do Serra proibir de se fumar em tudo que é lugar, muitas empresas adotaram o levante da bandeira do anti-tabagismo, inclusive nas editoras de quadrinhos! Mas você concorda que tal ideia interfira tanto na vida das pessoas aqui de fora quanto numa simples história em quadrinhos?

Que a fumaça pode incomodar as pessoas que não fumam eu até entendo, mas qual mal ela faria representada num pedaço de papel?
Esse é um debate longo, com seus prós e os contras, opiniões diversas, mas eu te pergunto: isso não seria te tirar a liberdade de expressão e de livre escolha do que ler e/ou fazer?

Tem gente que acha que isso seria um mal exemplo para as crianças que leem quadrinhos, mas também não seria um exemplo de o que não fazer? Dependendo da maneira como você coloca isso na história pode ser até orientador. Eu sempre faço questão de fazer o Val um fumante inveterado, acendendo um cigarro no outro, justamente para mostrar esse lado "junkie" do personagem.
Imagina se essa proibição caísse sobre ele? Todo seu estilo fodão iria água abaixo!
E aí vou substituir pelo quê? Um pirulito? Um palito de dente? Uma batata frita?
Fiquei surpreso quando comecei a perceber que o Wolverine, o Coisa ou até o Nick Fury não eram mais retratados com seus famigerados charutos no canto da boca. Todo o estilão bad-ass desses personagens caiu por terra!

Eu sei que a indústria de cigarros fez questão de fazer um marketing ferrado na década de 40, 50 e 60 de que fumar era muito cool e muita gente cai nessa até hoje (eu me incluo nisso), mas não acredito que nos quadrinhos isso pode ser considerado uma propaganda. E eu vou explicar porquê. Falar que a criança vai ver seu personagem preferido fumando e vai virar um fumante e a mesma coisa que dizer que ela vai sair extirpando um monte de gente na rua usando seis facas de bolo Pullmann como garras. É ridículo!

 Quais HQs esse moleque deve ter lido?

O fato é que o gordão Joe "Queixada", quando assumiu seu cargo de editor chefe na Marvel, proibiu a retratação de personagens fumando, porque ele é contra o cigarro. Ele disse, certa vez em entrevista, que perdeu muita gente de sua família, inclusive o pai, para o câncer provocado pelo tabagismo e enquanto ele fosse o dono do pedaço lá, teriam que seguir as suas regras.
Ele acredita inclusive que, sim, os quadrinhos influenciam nessa escolha dos jovens a experimentar o cigarro, porque as HQs fazem parte da cultura norte-americana.  Eu não sei se essa política anti-fumo da Marvel ajudou ou não em alguma coisa nesses anos em que ela está vigorando, mas se ela está realmente ajudando, que continue assim. Mas que perde um pouco do vínculo com a realidade, isso perde.

De um lado temos personagens como Tony Stark (o Homem de Ferro) e Carol Danvers (Miss Marvel) com problemas relativos ao consumo de álcool, o que no caso do Ferroso, gerou uma baita HQ legal falando da dependência de bebidas álcoolicas. Eu acho que é pra isso que serve certos desvios de conduta ou vícios em personagens, abrir os olhos das pessoas para problemas que realmente acontecem e que podem ser solucionados se a pessoa procurar ajuda.


Outro exemplo de censura imposta pela editora que vi pesquisando em fóruns, foi a de uma HQ do Capitão América feita por Mark Millar, justamente na linha Ultimate, onde, tecnicamente, são permitidas algumas ações mais contundentes, pois não são indicadas para o público infantil, onde é apagada a imagem de um cigarro que estava entre os dedos do Caveira Vermelha.



Mas reparem que a Vodca tá lá. Beber pode, fumar não.
E se a molecada começar a beber, invariavelmente vai acabar fumando também.
 
Já em outra página, mostra o Caveira brincando de Michael Jackson atrapalhado, arremesando um bebê pela janela do prédio!
Cara, que hipocrisia é essa?
Que retardado vai fazer a conexão que fumar e beber é legal porque induz a fazer merda? Isso funciona exatamente ao contrário nesse caso! Mostra que o cara é um desiquilibrado, cheio de vícios e que é um cara do mal!
Tirando o cigarro da cena, a Marvel nos prova o quê? Que fumantes não atiram bebês pela janela!
 
 
A mesma coisa aconteceu com os quadrinhos infantis da Turma da Mônica. Maurício de Sousa, que também perdeu seu pai por causa dos malefícios do cigarro, cortou todas as imagens relativas ao tubinho cancerígeno de suas histórias. Ele até explicou a atitude no site oficial da Turma.
Nesse caso, eu acho até válido, porque se trata de crianças em formação de opinião, mas não sei se também não daria pra usar roteiros inteligentes que façam essas crianças entenderem que fumar é prejudicial. A clássica imagem do ricaço acendendo seu charuto com uma nota de dinheiro foi banida das histórias infantis pra sempre.
Mais um exemplo de trauma pessoal servindo como estopim da decisão para limar o cigarro das páginas das revistas.


A Disney foi o primeiro grande estúdio de Hollywood a proibir representações de fumo em seus filmes, ou seja, o uso do tabaco não aparecerá mais em filmes com a marca Disney e que ainda iria desencorajar o mesmo em filmes distribuídos pela Miramax e a Touchstone. Se isso fosse a 16 anos atrás, por exemplo, veríamos Pulp Fiction sem a presença de um só cigarro na película. Mas a cocaína ainda estaria lá. Legal né? 
Será que a Disney também vai cortar os cigarros da Cruela DeVil?

Não sou a favor do cigarro, mas sim da livre expressão, tanto nas HQs quanto nos filmes, porque certas coisas fazem parte das características de um personagem.
Quem decide o que vai fazer ou não somos nós e se existe pessoas influenciáveis nesse mundo, elas vão ser influenciáveis sobre qualquer coisa!
Eu, por exemplo, comecei a fumar porque meus pais e avós sempre fumaram e não por causa de uma revista em quadrinhos. Parei por opção durante 3 anos e voltei a pouco tempo por pura falta de vergonha na cara! =)


Se você é contra ou a favor não deixe de comentar sobre isso, aí nos comentários.
E se você quer erradicar de uma vez por todas o tabaco da face da Terra, mas na vida real, não deixe de se juntar a Aliança Por um Mundo sem Tabaco promovido pelo INCA (Instituto Nacional de Câncer) lá na página do Ministério da Saúde.



O Pequeno Doutor Monstro


Rip M.D. é a graphic novel de estréia do criador dos Castores Pirados (The Angry Beavers) Mitch Schauer. Uma assustadora aventura para todas as idades, repleta de diversão, apresentando o garoto Plimpt Ripley, um menino de onze anos de idade, cuja vida ordinária é virada de cabeça para baixo quando ele descobre que os monstros são não apenas reais, mas também precisam desesperadamente de sua ajuda para superar seus problemas...reais! 
 
Em uma noite de nevoeiro, enquanto está a procura de monstros no cemitério atrás de sua casa, Ripley encontra e resgata um pequeno morcego, empalado em um espinheiro. O que Ripley não percebe é que ele salvou a vida, ou a "não-vida", de uma das mais perigosas criaturas da noite - um vampiro! A notícia de sua heróica façanha e de sua bondade se espalha entre todos os monstros. Depois disso, todos os monstros do mundo, desde lendários à míticos acabam aparecendo à sua porta anunciando que Rip é o Doutor Monstro (Rip MD - Monster Doutor)! 
 
Escrevendo e ilustrando essa graphic novel está o vencedor do Emmy-Award, o veterano Mike Vosburg, que traz um inovador estilo ilustrativo. 
 
Rip MD é a primeira colaboração entre o estúdio de animação independente Lincoln Butterfield, que está produzindo a graphic novel e a Fantagraphics Books que irá publicá-lo. 
 
Eu dei uma olhada no preview disponível em PDF e achei bem interessante. Lembrou um pouco o traço que uso nas minhas histórias... 
Parece ser uma HQ mais voltada ao público infanto-juvenil, mas deve ser bem legal porque aqui temos muitos monstros, lobisomens realmente violentos, zumbis e o melhor de tudo, vampiros que não brilham!

Tira de Moebius

Vi por esses dias, no Fantagraphics Books, uma tira surpreendente.
Não pelo seu conteúdo em si, mas pela ideia criativa que teve, o artista Jim Woodring.
Ele criou uma tira infinita se utilizando da fita de Moebius!


Pra quem não sabe, uma fita de Moebius (ou Möbius) é um espaço topológico obtido pela colagem das duas extremidades de uma fita, após efetuar meia volta numa delas.
Foi dado esse nome a fita, por causa de August Ferdinand Möbius, que estudou este objeto em 1858. Tanto Moebius quanto Johann B. Listing, que também havia trabalhado nesse mesmo objeto alguns meses antes, estudaram com o matemático, físico e astrônomo alemão Carl Friedrich Gauss, o que sugere que a gênese destas ideias esteja ligada a ele.
A importância do estudo deste objeto, na época, prendia-se à noção de orientabilidade, que não era ainda bem compreendida. Isso quer dizer que ele criou uma superfície não orientável, isto é, sem frente nem costas. Se, por exemplo, uma formiga sair de um ponto nessa tira de papel, ela vai percorrer toda a tira, tanto por dentro quanto por fora, num percurso sem fim.

Estou adicionando um gif do trabalho. Se caso ele não funcionar aí pra você na visualização, é só clicar na imagem que ela abrirá um vídeo explicativo da tira!

19 de set de 2010

Como aumentar os seguidores no Twitter



Parece que essa foi a cartilha que dois humoristas utilizaram para se promover ou zuar com a cara dos outros. Ou vai ver era o dia do #vôxingamuitonoTwitter.
Você decide... ou eles, afinal.

18 de set de 2010

Super-Heróis na Vida Real


Os camaradas Freud, Marcelo Soares, Rafael Rodrigues e eu falamos um monte sobre os heróis da vida real, filmes como Defendor, Kick Ass e o fantástico Corpo Fechado, sobre altruísmo e outras loucuras dos seres humanos.
Bote uma cueca por cima da calça e não deixem de ouvir!

Esse é o verdadeiro Wolverine!


Cara, sempre imaginei o Wolverine assim como esse cara aí da foto (sim, é uma foto!), meio com cara de bêbado sujão, zuado e bem velho. Se fizessem um filme desse Wolverine beberrão e porrador a galera das antiga ia curtir muito!
Aquele filme do carcaju fede mais que os teleportes do Noturno!
E o segundo promete... ser bem pior. Hugh Jackman só mandou bem nos filme dos X-Men.

A foto faz parte dos trampos do fotógrafo Mehmet Turgut e pode ser vista no seu Deviantart.

Scott Pilgrim Vs. Ramona

Scott Pilgrim sofreu pra ficar com sua garota Ramona, teve que lutar contra seus ex-namorados, que eram super fodões e poderosos! Mas e se ele pisasse na bola com ela?
Como seria a treta?

14 de set de 2010

O jeito mais fácil de se fazer amigos

Cléo Pires declarou em entrevista ao Fantástico que não teve problema algum em tirar a roupa para o ensaio que fez para a Playboy. Segundo o que sempre dizem as amigas: era natural que ela não sentisse vergonha, já que estava acostumada a ficar nua na frente dos amigos, andando pra lá e pra cá, tomando banho, etc. sem problema algum...


Bom, eu já adicionei ela no Facebook e no Orkut.
Agora é esperar...

12 de set de 2010

A Cópia da Cópia da Original?

Como alguns de vocês já devem saber, o Red Hot Chili Pepers foi acusado de plágio quando lançou em 2006 a música "Dani California", do álbum Stadium Arcadium. Essa música seria uma cópia de "Mary Jane´s Last Dance", de Tom Petty.
Eu acho, sem dúvida nenhuma, que o riff inicial é sim uma cópia da original de Petty, inclusive ambas foram produzidas pelo mesmo produtor(!), Rick Rubin. O próprio Tom Petty comentou, mas de maneira mais sussa, que também acha as duas bem parecidas, mas não vê má intenção por parte da galera dos Chili Peppers, já que é comum no rock as músicas "soarem" iguais!
Lembra do caso do Coldplay que comentei aqui e aqui?

Mas o fato é que eu resolvi postar algo aqui, pois achei algo curioso enquanto ouvia uma música da Joss Stone, chamada "I fell in love with a boy". Ela também tem algumas notas dessa mesma música! Vejam no vídeo de Petty, aos 2m29s, o mesmo riff do começo da música de Joss.
O mais louco de tudo é que tem mais uma banda na parada que "copiou" o mesmo riff, já que Joss Stone regravou essa música do White Stripes, que originalmente chama "I fell in love with a girl", que você pode ouvir aqui!


Mary Jane´s Last Dance - Tom Petty



Dani California - Red Hot Chili Peppers



I fell in love with a boy - Joss Stone

11 de set de 2010

11 de Setembro


Já faz quase 10 anos do acidente e ainda temos que ler coisas estúpidas sobre intolerância religiosa. Dessa vez por parte de americanos.
Um pastor evangélico, de nome Terry Jones, havia garantido que iria queimar exemplares do Alcorão, o livro sagrado dos muçulmanos, neste sábado. Deprimente...
Ele desistiu, por enquanto, mas com certeza isso inflamou ainda mais a raiva dos islâmicos pelos americanos.

Até quando vão usar o nome de Deus pra provocar ira nos outros?
A pergunta é: Que tipo de Deus esses caras acreditam?

9 de set de 2010

A Louca do Assalto - REMIX

Você já deve ter visto por aí o vídeo de uma senhora (que parece aquela velha cheia de gatos dos Simpsons) dando uma entrevista e contando como foi o assalto a loja de conveniência que ela estava, certo?
Se não viu olha ele aí:



O que você tem que ver a a versão remix dessa entrevista feita por Mike Relm!

Com certos aparelhos dá pra musicar tudo nesse mundo. Ou você acha mesmo que esses cantores pops R&B americanos cantam de verdade? É tudo auto-tune, meus camaradas!

7 de set de 2010

Novos Volumes de Mortos-Vivos


Boa notícia pra quem gosta de zumbis e principalmente da série Mortos-Vivos de Robert Kirkman. Está pra sair aqui no Brasil, pela editora HQManiacs mais um volume da série, que já está na parte quatro.
Ainda esse ano, segundo a editora, será lançada "A Melhor Defesa" com roteiros de Kirkman e desenhos de Charlie Adlard, e em 2011, os outros três volumes da saga.


Eles vão republicar Os Mortos-Vivos desde o início, pois os encadernados que a editora já publicou, com as mesmas histórias, estão esgotados, e só serão relançados após o fim de cada arco na série mensal. A editora também prometeu um preço de capa mais acessível para a revista.
Parece que por causa da nova série mensal para a TV de Os Mortos-Vivos, que começa entre outubro e novembro desse ano, é que tiveram a ideia de lançar os outros números. O problema é esse no Brasil, precisa de algo muito comercial para que seja lançado certas revistas por aqui. Como é o caso de Scott Pilgrim, que teve suas HQs publicadas antes da estréia do filme. Depois reclamam das scans...

Não tô dizendo que uma editora não deve pensar em ganhar dinheiro, é lógico que isso é um negócio, e como negócio não é bom correr riscos, como o de encalhe de material, mas bem que eles poderiam fazer pesquisas com o público para ver a aceitação de uma série e lançá-la com um número reduzido de revistas, se for o caso. Não sai nada caro pra editora, que já tem muito papel comprado em estoque. Me parece que o problema ainda é a comunicação com os leitores...

 Tenso!

The Walking Dead foi lançada nos EUA em 2003 e já está na edição de n° 76. A décima-terceira coletânea - o formato em que a série vende melhor lá fora - está prevista para novembro.

6 de set de 2010

HQ de Inception


Antes de ser lançado o sensacional filme Inception nos cinemas (tô devendo uma resenha, logo, logo rola) foi  idealizada e lançada uma webcomic muito legal com uma história anterior à contada no filme.
A HQ online foi muito bem feita, pois a interface de leitura é bem amigável, com um zoom em cada quadro pra facilitar a leitura, apesar dela ser em inglês, que pode ser um contratempo para alguns...

Escrita por Jordan Goldberg, com arte de Long Vo e a colorização/preparação final de Joe NG e Crystal Reid of Udon, a HQ "The Cobol Job" pode ser vista nesse link e até baixada em PDF para leitura!
Com certeza, ela está bem longe da complexidade e do bem estruturado roteiro do filme, mas vale a pena dar uma olhadinha.

Bom, espero que fique apenas nisso, pois se começarem a inventar muitas coisas relacionadas ao filme, é bem provável que ele vire uma bomba, assim como foi com Matrix.

Um Espirro em Slow Motion

ATCHÔÔN!
Quando você espirra e libera os milhões de partículas de perdigotos com variados tipos de vírus, você nem imagina qual é o resultado disso se visto em câmer lenta, certo?
O Submundo Mamão que é um blog preocupado com você, mostra o resultado!
Saúde!

3 de set de 2010

Larica Total

Esse é um dos programas mais legais da TV (a cabo) brasileira!
O que parece ser apenas um programa de humor é na verdade um programa de culinária... com humor! Quem já não passou por um perrengue no meio da noite e teve que inventar um prato de última hora com miojo, atum e chocolate meio-amargo?
Pois é, esse cara já fez muita coisa assim... como o churrasco no fogão de salsicha e queijo coalho!
Assista um preview do programa e acesse o site do Larica Total!
Risadas garantidas!




Melhor que isso, só as tentativas de delícia do Away!


O que significam os botões do controle do PlayStation?



Você tem alguma idéia do que significam os botões do controle do PlayStation?

O engenheiro da Sony que inventou o controle sabe. Ao contrário das letras e cores usadas por outras marcas, Teiyu Goto preferiu usar símbolos simples.
O triângulo verde está ligado a um ponto de vista, a cabeça de alguém – um jogador de futebol, por exemplo, ou uma orientação. O quadrado cor-de-rosa representa uma folha de papel, revelando menus ou documentos. E por causa da cultura popular japonesa, o círculo e o X foram, escolhidos pelo engenheiro para representar “sim” e “não”, sendo que o círculo do SIM é vermelho e o X do NÃO é azul, o que acaba deixando algumas pessoas confusas, já que no ocidente o vermelho é muito usado como sinal de negativa. Mas Teiyu Goto quis assim e a SONY, fabricante do PlayStation aceitou.



Júlia Nogueira, do blog da OI.

2 de set de 2010

Machete Bloody Machete

Esse é o verdadeiro filme de ação!
É aquele que mostra cabeças sendo decepadas, tiro na fuça e muito, muito sangue!
Vai ter até uma peladinha dando pau nos cabras! Uhuuu!


LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...