Blogger templates

16 de abr de 2010

Joey Ramone ( *1951 +2001)



Joey Ramone era estranho, desengonçado, meio bizarro no palco (já chegou a cantar de costas para o público por causa de sua timidez) e era dono de uma voz que não se igualava a nenhuma outra! E isso não quer dizer que ele cantava bem...
Isso quer dizer que ele era único e fazia parte de uma banda que até hoje é agradabilíssima de se ouvir! Principalmente se você não se fixar muito nos mega-sucessos que tocaram até enjoar, como "Pet Sematary" ou "Spiderman Theme".
Muitas músicas do que eu costumo chamar de fase Rockabilly são ótimas! "Kkk took my baby away" e "Needles and Pins" são odes de amor punk-rock das mais legais que existem! Até as covers que eles fizeram em Acid Eaters conseguem ser melhores que as originais!

Adiós Amigos foi um álbum que marcou para mim. Além da saúde já debilitada de Joey, o clima entre os integrantes não estava muito legal, gerando uma tensão que dava corda para boatos de que a banda finalmente chegaria ao fim. Não estava oficializado, mas esse seria o último disco gravado. Na época eu estava começando na música e Ramones era um prato cheio pra gente que tava começando!
Ouvir que a banda iria acabar, logo agora que todos estavam empolgados para consumir e tocar cada vez mais Ramones era bem difícil!
Esse álbum trouxe coisas fantásticas como "The Crusher" que tinha uma puta pegada, "Life's A Gas" uma das minhas preferidas, "Got A lot To Say" (but I can remember now) e "She Talks To Rainbows". C.J. participou bastante desse álbum, cantando em 4 músicas, e estreando como compositor com duas. Esse cenário só mostrava que realmente a banda iria acabar!
Do lançamento desse disco até o fim da banda, eles ficaram um ano excursionando e fazendo os últimos shows pelas principais cidades do mundo.


Dia 15 de abril fez 9 anos que o cantor da lendária banda de punk-rock faleceu.
Jeffrey Ross Hyman, o Joey que fundou a banda Ramones em 74, estava com câncer linfático, não resistiu e morreu com quase 50 anos.
Um álbum solo (póstumo) foi lançado em 2002, um ano após a sua morte. Neste álbum havia uma fantástica regravação de "What a Wonderful World" de Nat King Cole, você provavelmente vai lembrar dela daquela propaganda da Coca-Cola em que uma bomba nuclear explode e transforma o mundo todo... pro bem.
Foi nesse mesmo ano de 2002 que o Ramones entrou para história como uma das grandes bandas do rock através do Rock and Roll Hall of Fame e Joey como uma figura única. 

Abaixo algumas das faixas que mais curto, só que desta vez na interpretação dos Strokes!


E como não poderia faltar neste post, a minha predileta, "I Believe in Miracles" tocada pelo Pearl Jam no show que fizeram em SP (eu estava lá!), um dos covers que mais gosto!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentaê

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...