Blogger templates

1 de nov de 2010

Resenha: Inception - A Origem


Fantástico! Um filme genial, complexo e extremamente bem planejado!
Aliás, simplicidade não é o forte de Christopher Nolan, que além de diretor, faz às vezes de roteirista e produtor de Inception: A Origem.

Adorei as cenas de ação, cenas de luta, cenas de tiroteios, etc, mas o que mais marcou foi a complexidade da história e a qualidade do roteiro!
Uma dica que dou a você é não perder nenhum segundo do filme. A história é complexa e rica de detalhes, então se você perder apenas um gancho sequer da história ficará difícil para você entender o desenrolar dos acontecimentos. Ele com certeza não é um filme para quem tem dificuldades de assimilação rápida de informações… =)

Se você é fã de Amnésia (Memento - 2000), e achou demais aquela história que é contada de trás pra frente vai achar desconcertante a maneira como nesse filme somos levados a ver camadas cada vez mais profundas da mente humana através dos sonhos!
.

O que pode parecer bem confuso, pois a ação não transcorre apenas na cabeça de um único sonhador. Don Cobb (Leonardo DiCaprio) e Arthur (Joseph Gordon-Levitt) são dois mercenários que são contratados para roubar informações importantes das cabeças de pessoas, como grandes empresários, figurões do mundo corporativo, a fim de fazer uma espécie de espionagem industrial, através de um estranho aparato que mistura tecnologia com drogas injetáveis, cujo funcionamento engenhoso Nolan nem se dá ao trabalho de explicar no filme (e nem é necessário). Normalmente, o trabalho dos dois é esse, mas um desafio maior é proposto por Saito (Ken Watanabe), um desses poderosos executivos que eles tentam roubar no começo do filme, sem muito sucesso. Para essa nova missão, eles devem invadir o subconsciente de Robert Fisher (Cillian Murphy), um jovem herdeiro de um império corporativo na intenção de, desta vez, implantar uma ideia em sua mente, como se fosse um vírus, com o objetivo de fazê-lo seguir rumos diferentes no empreendimento da família e dividir esse império com Saito, um de seus concorrentes!
O problema é que, ultimamente, Cobb tem tido problemas com Mal (Marion Cotillard), a mulher que sempre aparece nessas inserções!
É aí que aparece Ariadne (Ellen Page) e Miles (Michael Caine) para ajudá-los! E as coisas complicam cada vez mais!
.

O filme levanta muitas questões éticas, mas o forte são as referências psicológicas, de Freud à Jung, as referências mitológicas, que podem ser analisadas nos nomes dos personagens, como por exemplo no caso de Ariadne, a “arquiteta” de sonhos novata, que tem o mesmo nome da mulher que, segundo a mitologia grega, ajudou Teseu a escapar do labirinto de Creta e o salvou do Minotauro, além de toda a discussão sobre o que é realmente os sonhos e o subconciente. Tudo isso, tendo como pano de fundo muitos cenários e efeitos oníricos. Ainda assim, ele é um filme de ação, com perseguições de carros, tiroteios e explosões para agradar o público médio que adora ver isso no cinema e não se importa tanto com roteiro.
As cenas que compreendem a cena da van caindo na água são as melhores do filme.
Nolan sabe exatamente como prender a atenção do espectador!
.
Inception explicado como se fossem pastas de arquivos do HD.

Não dá pra falar muito do filme sem revelar momentos importantes desse quebra-cabeças. O mais importante é que mostra a luta de Cobb para resolver o problema que o impede de ver seus filhos, e o fato dele encarar seus próprios fantasmas interiores para isso.
Aliás, Leonardo diCaprio está muito bem no papel principal, assim como o restante do elenco. O filme agrada pelas cenas bem elaboradas, o roteiro muito bem escrito, com um enredo bem fundamentado, com diálogos inteligentes e com um suspense que evolui de forma consistente.
Além de um final inteligente, muito bem sacado, mas que muita gente reclamou. 
Não dava pra ser outro na minha opinião...
.

Não é minha intenção publicar aqui uma resenha quilométrica do filme, até porque o filme já estreou faz tempo e a maioria já deve ter assistido e comentado (é que ela, na verdade, vai servir de trabalho da faculdade). Apenas quero deixar, mesmo que tardiamente, minha opinião sobre ele aqui.
Você pode ler uma boa sinopse do filme A Origem aqui no A Origem: Sinopse e Primeiro Cartaz, ou um interessantíssimo post lá no Saindo da Matrix, clicando aqui.



Para terminar, queria deixar aqui minha impressão de que se estava receoso com a possibilidade de um terceiro filme do Batman ser ruim, todas as minhas dúvidas cairam por terra, depois de assistir a esse filme! Batman 3 (o próximo trabalho de Nolan) será novamente, com certeza, um dos melhores filmes de super-heróis do ano e manterá o mesmo nível que tivemos nos outros dois, isso se não for melhor!
O cara tá se tornando um dos maiores diretores do cinema da minha geração e é muito bom acompanhar essa evolução! O público só tem a agradecer!!!


Nota: 10

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentaê

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...