Blogger templates

25 de set de 2010

Cigarro e os Quadrinhos


Muito antes do Serra proibir de se fumar em tudo que é lugar, muitas empresas adotaram o levante da bandeira do anti-tabagismo, inclusive nas editoras de quadrinhos! Mas você concorda que tal ideia interfira tanto na vida das pessoas aqui de fora quanto numa simples história em quadrinhos?

Que a fumaça pode incomodar as pessoas que não fumam eu até entendo, mas qual mal ela faria representada num pedaço de papel?
Esse é um debate longo, com seus prós e os contras, opiniões diversas, mas eu te pergunto: isso não seria te tirar a liberdade de expressão e de livre escolha do que ler e/ou fazer?

Tem gente que acha que isso seria um mal exemplo para as crianças que leem quadrinhos, mas também não seria um exemplo de o que não fazer? Dependendo da maneira como você coloca isso na história pode ser até orientador. Eu sempre faço questão de fazer o Val um fumante inveterado, acendendo um cigarro no outro, justamente para mostrar esse lado "junkie" do personagem.
Imagina se essa proibição caísse sobre ele? Todo seu estilo fodão iria água abaixo!
E aí vou substituir pelo quê? Um pirulito? Um palito de dente? Uma batata frita?
Fiquei surpreso quando comecei a perceber que o Wolverine, o Coisa ou até o Nick Fury não eram mais retratados com seus famigerados charutos no canto da boca. Todo o estilão bad-ass desses personagens caiu por terra!

Eu sei que a indústria de cigarros fez questão de fazer um marketing ferrado na década de 40, 50 e 60 de que fumar era muito cool e muita gente cai nessa até hoje (eu me incluo nisso), mas não acredito que nos quadrinhos isso pode ser considerado uma propaganda. E eu vou explicar porquê. Falar que a criança vai ver seu personagem preferido fumando e vai virar um fumante e a mesma coisa que dizer que ela vai sair extirpando um monte de gente na rua usando seis facas de bolo Pullmann como garras. É ridículo!

 Quais HQs esse moleque deve ter lido?

O fato é que o gordão Joe "Queixada", quando assumiu seu cargo de editor chefe na Marvel, proibiu a retratação de personagens fumando, porque ele é contra o cigarro. Ele disse, certa vez em entrevista, que perdeu muita gente de sua família, inclusive o pai, para o câncer provocado pelo tabagismo e enquanto ele fosse o dono do pedaço lá, teriam que seguir as suas regras.
Ele acredita inclusive que, sim, os quadrinhos influenciam nessa escolha dos jovens a experimentar o cigarro, porque as HQs fazem parte da cultura norte-americana.  Eu não sei se essa política anti-fumo da Marvel ajudou ou não em alguma coisa nesses anos em que ela está vigorando, mas se ela está realmente ajudando, que continue assim. Mas que perde um pouco do vínculo com a realidade, isso perde.

De um lado temos personagens como Tony Stark (o Homem de Ferro) e Carol Danvers (Miss Marvel) com problemas relativos ao consumo de álcool, o que no caso do Ferroso, gerou uma baita HQ legal falando da dependência de bebidas álcoolicas. Eu acho que é pra isso que serve certos desvios de conduta ou vícios em personagens, abrir os olhos das pessoas para problemas que realmente acontecem e que podem ser solucionados se a pessoa procurar ajuda.


Outro exemplo de censura imposta pela editora que vi pesquisando em fóruns, foi a de uma HQ do Capitão América feita por Mark Millar, justamente na linha Ultimate, onde, tecnicamente, são permitidas algumas ações mais contundentes, pois não são indicadas para o público infantil, onde é apagada a imagem de um cigarro que estava entre os dedos do Caveira Vermelha.



Mas reparem que a Vodca tá lá. Beber pode, fumar não.
E se a molecada começar a beber, invariavelmente vai acabar fumando também.
 
Já em outra página, mostra o Caveira brincando de Michael Jackson atrapalhado, arremesando um bebê pela janela do prédio!
Cara, que hipocrisia é essa?
Que retardado vai fazer a conexão que fumar e beber é legal porque induz a fazer merda? Isso funciona exatamente ao contrário nesse caso! Mostra que o cara é um desiquilibrado, cheio de vícios e que é um cara do mal!
Tirando o cigarro da cena, a Marvel nos prova o quê? Que fumantes não atiram bebês pela janela!
 
 
A mesma coisa aconteceu com os quadrinhos infantis da Turma da Mônica. Maurício de Sousa, que também perdeu seu pai por causa dos malefícios do cigarro, cortou todas as imagens relativas ao tubinho cancerígeno de suas histórias. Ele até explicou a atitude no site oficial da Turma.
Nesse caso, eu acho até válido, porque se trata de crianças em formação de opinião, mas não sei se também não daria pra usar roteiros inteligentes que façam essas crianças entenderem que fumar é prejudicial. A clássica imagem do ricaço acendendo seu charuto com uma nota de dinheiro foi banida das histórias infantis pra sempre.
Mais um exemplo de trauma pessoal servindo como estopim da decisão para limar o cigarro das páginas das revistas.


A Disney foi o primeiro grande estúdio de Hollywood a proibir representações de fumo em seus filmes, ou seja, o uso do tabaco não aparecerá mais em filmes com a marca Disney e que ainda iria desencorajar o mesmo em filmes distribuídos pela Miramax e a Touchstone. Se isso fosse a 16 anos atrás, por exemplo, veríamos Pulp Fiction sem a presença de um só cigarro na película. Mas a cocaína ainda estaria lá. Legal né? 
Será que a Disney também vai cortar os cigarros da Cruela DeVil?

Não sou a favor do cigarro, mas sim da livre expressão, tanto nas HQs quanto nos filmes, porque certas coisas fazem parte das características de um personagem.
Quem decide o que vai fazer ou não somos nós e se existe pessoas influenciáveis nesse mundo, elas vão ser influenciáveis sobre qualquer coisa!
Eu, por exemplo, comecei a fumar porque meus pais e avós sempre fumaram e não por causa de uma revista em quadrinhos. Parei por opção durante 3 anos e voltei a pouco tempo por pura falta de vergonha na cara! =)


Se você é contra ou a favor não deixe de comentar sobre isso, aí nos comentários.
E se você quer erradicar de uma vez por todas o tabaco da face da Terra, mas na vida real, não deixe de se juntar a Aliança Por um Mundo sem Tabaco promovido pelo INCA (Instituto Nacional de Câncer) lá na página do Ministério da Saúde.



6 comentários:

  1. concordo com a matéria em gênero , número e grau.....
    É muita hipocrisia vetarem a imagem de pessoas fumando, por alegarem o incentivo ao tabaco, sendo que imagens piores de bebidas alcoólicas, drogas, violência são permitidas....
    Então se fosse pela lógica de educar as crianças, todos os quadrinhos deveriam ser do tipo educativo, com muita paz, amor, todo mundo de mãos dadas, pulando de alegria... oras, até quadrinhos infantis, como Disney (Donald, brigando com os sobrinhos, Tio Patinhas brigando com os metralhas), Mônica, mostram cenas de brigas (coelhadas e pauladas nos meninos);
    Alguns personagens sem o cigarro no canto dos lábios ficam muito descaracterizados... Ex: Lucky Luke, LOBO (DC), Nick Fury, Wolverine....
    Como iriam retratar o SACI PERERE?? Com um pirulito na boca???

    ResponderExcluir
  2. Cara, eu odeio cigarro.

    Nunca fumei e sou contra, não sou do tipo que fica dando licao de moral em quem fuma nem dando conselhos a toa. Nunca vi ninguém fumando que já não tivesse (ou já devesse ter) capacidade de discernir o que estava fazendo.

    Nos quadrinhos eu acho estranho e escroto ver personagens que sempre fumaram, do nada pararem. É possível usar o cigarro nos quadrinhos até mesmo pra mostrar esse erro. Se não me engano teve uma época que o Wolverine tava com seu fator de cura ferrado e tossia pra caralho só de tragar o charutão, rs, mostrando justamente que isso só fode com alguem normal, rs

    Eu acho que é preciso critério. É preciso que o cigarro, se mostrado, esteja condizente com a situacao e personagens. Dá pra imaginar Constantine sem fumar? E qual o nexo de tirar o cigarro do Caveira Vermelha? Pra quem o Caveira Vermelha serve de exemplo de vida? Rs...

    Estamos na época do politicamente correto e tudo e elevado ao exagero.

    Mas vamos pensar um pouco no outro lado. Cigarro sempre tá na boca dos personagens com imagem de fodão. Os Srs Fodões sempre fumam, no cinema, nos quadrinhos em todo lugar. Criou-se durante anos uma imagem que o cara fodão, o "descolado", é o fumante. Não estou faando de anos 60 cara, isso foi ate os 80, talvez 90. Acho que nos 90 em diante que comecaram a tentar minar um pouco essa imagem.

    Vc mesmo admite que tirar o cigarro do Val deixaria ele "meio bundão"(ok são minhas palavras mas foi o que deu a entender). Que o cigarro ajuda a dar aquele ar de fodão nele, no Coisa, no Wolverine, e etc...

    Soa hipócrita outras coisas inadequadas nas hqs (violência, bebidas) permanecerem e tirar isso? SOA. Mas por mais que tenha doente pra tudo no mundo, é mais dificil aparecer um "justiceiro" no mundo real inspirado pelas hqs do que um cara se tornar fumante pq todos os fodões fumam. A imagem dissemina pra todos, o cara que se destacar, o cara quer impressionar, ai cai de boca no tubo (isso foi zoacao de proposito, bwahahahaha).

    É controverso. Sou contra a censura, concordo com vc que soa hipocrita e despropositado em alguns casos, mas por outro lado isso é algo que a Marvel passa e a DC não, se nao me engano, pq a postura dos personagens principais da DC desde quase sempre foi servir de modelo e exemplo, então os personagens da DC que fumam acho que quase todos são da linha adulta.

    Se coloque no lugar da gorduchinha Quesada, vendo que seus personagens podem exercer influencia pois são muito populares e veja, é controverso, mas o cara simplesmente pensou numa forma de fazer a parte dele.

    Eu sinceramente acho estranho ver alguns personagens da Marvel sem fumar, mas no fundo, isso faz muito menos diferença do que ver boas estórias com eles... É disso que eu realmente sinto falta de ver. :)

    ResponderExcluir
  3. De certa forma, concordo com você.
    Mas uma criança ver seu personagem preferido fumando pode influenciá-la a fumar sim!Se ela acha aquele carinha super fodão, gosta da personalidade dele, vai querer ser que nem ele.
    Tá!Mas tem a questão da liberdade.
    Vou fazer uma pergunta,fumar é algo bom?Quer dizer, faz bem a saúde?Creio eu que seria melhor bem menos fumantes do que mais fumantes.
    Não que eu queira banir os personagens fumantes dos qudrinhos e e coisa do tipo.E é aí que entra a educação dos pais saberem educar seus filho, e controlarem o que os filhos veêm, fazem etc.

    Vou parar por aqui, porque esse comentário pode levar minha juventude inteira.

    Abraços! ;D

    ResponderExcluir
  4. Pois é, Juliana. Também acho q fumar faz mal, mas o problema é que se a criança entende q o cara é exemplo de ser cool pq fuma, tb pode pensar que é legal beber, se drogar ou pior, sair matando pessoas.Faz parte da missão dos pais orientarem o melhor caminho. Antes do politicamente correto, os quadrinhos foram cheios de pessoas q fumavam mas houve uma época em que os heróis não matavam, por exemplo. Existia mais autruismo e menos porra louquice. Achar q a violência é normal me preocupa muito mais do q um cara achar q fumar é bom.

    Quanto ao lance de personagens, Freud, o Justiceiro é o cara mais "feladaputa" dos quadrinhos e não me lembro dele fumando um cigarro sequer. Não é questão do cara ser fodão pq fuma, mas sim, isso ser uma característica do personagem. Já imaginou o Constantine ou o Lobo sem seus vícios? A gente precisa saber separar o q é bom para nós e esses caras as vezes servem de exemplo para isso, não é?

    ResponderExcluir
  5. Vini, eu concordo contigo mais do que qq coisa. Mas veja, o cigarro muitas vezes é usado pra fazer o personagem "pagar de fodão", é ou não é?

    Nem todos fumam, mas geralmente os que fumam é pra isso. Faz alguma diferença, de verdade, que não seja na suposta imagem de fodão que tentam passar, o Wolverine e o Coisa fumarem ou não? É uma característica irrelevante deles que foi tirada com um propósito.

    É tudo uma questão de bom senso. Constantine é quadrinho adulto e Lobo é um anti exemplo, é um personagem criado pra zombar da pose de fodão, nesses caras faz perfeito sentido o cigarro.

    EU TB NÃO CONCORDO. Da mesma forma que tem fumantes na vida real tem fumantes lá. O que eu quis dizer é que entendo os motivos, não acho que seja somente hipocrisia.

    Cada um e responsável por seus atos (e os pais pelos dos filhos) e a Marvel não deveria ter que mudar nada. A questão da influência negativa que coisas da mídia exerce é, em grande parte, culpa de pais ausentes, mas e sempre mais facil botar a culpa nos outros.

    O que os quadrinhos fazem, em casos como do Wolverine e do Coisa, e meio que repetir uma imagem que já estava estabelecida.

    ResponderExcluir
  6. Lembrando que a Lois lene e ex-fumante

    ResponderExcluir

Comentaê

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...