Blogger templates

13 de jul de 2009

Eu vi: Hulk vs. Wolverine



Aproveitei o Domingão que passou para assistir a esse embate entre o Gigante Esmeralda e o baixinho Onipre...digo, Canadense! Vou ser sincero... não esperava muito dessa animação, mas já posso abrir o post com minha impressão final: "É ducarai!!!"

A sexta animação co-produzida pela Marvel e pela Lionsgate, estreou nos EUA em Janeiro (e não sei se já chegou por aqui em DVD) e não é um longa-metragem, e sim dois médias. Sob o nome de Hulk Vs., as histórias mostram os embates de Hulk Vs. Thor (com 45 minutos) e Hulk Vs. Wolverine (com 33 minutos), e contam um pouco da história dos personagens.
Eu não assisti ainda a do Thor, mas se seguir os mesmos padrões da história do Wolverine, o elemento principal aí no caso são os coadjuvantes e não o Hulk!!!
Então porque não chamar Wolverine contra Hulk?


A história, no geral, é aquela que está bem batida. O Hulk passa por Alberta, no Canadá, e deixa um rastro de destruição, o departamento H chama Wolverine, seu agente de elite, para ir atrás da criatura com ordem de pará-lo ou matá-lo, os dois acabam tretando. É o relato do primeiro encontro dos dois.
A única diferença é que o Wendigo não aparece.
Aliás, existe uma outra diferença aí. A animação foi muito bem conduzida.
Às vezes fica difícil se livrar dos clichézões dos super-heróis, mas a animação ficou mais com teor de homenagem do que qualquer outra coisa!

A história.

Ela começa com a frase batida "eu sou melhor no que faço e o que faço não é nada agradável" de Wolverine, que está se recompondo numa espécie de cratera deixada pelo Hulk, à partir daí é só porradaria e surpresas!
E que porradaria!
Outra coisa legal é o som. Assitir no home theater fez toda diferença!
Os sons produzidos pela respiração e pelos passos do Hulk ficaram muito graves. Massa!

Logo após uma aparição surpresa envolvendo seus grandes inimigos, o passado de Logan é mostrado assim como foi na história Arma X, escrita e desenhada por Barry Windsor-Smith, onde ele ganha o esqueleto e as garras de adamantium.
Reparem que durante uma cena no laboratório é mencionado que, nessa mesma época, fizeram clones do Wolverine. Entre os vários jarrões onde estão alguns fetos-clones, está a X-23!

Todo resto sobre Wolverine está lá. As lutas com a Lady Letal são as melhores. Me fez lembrar das antigas histórias do carcaju. Ô época boa!
Assim como no filme, Deadpool rouba a cena!
Mas é só isso que eu vou falar sobre os personagens, senão estraga.

Os desenhos e suas movimentações estão muito boas. A qualidade dessas animações da Marvel aumentaram muito.

Aliás, acho que se tivessem usado um pouco a cachola pra funcionar, alguns elementos dessa animação ficariam perfeitas no filme do Wolverine.
Bom, é isso. Se tiverem a oportunidade, assistam! Vale a pena!

Nota:10
Reblog this post [with Zemanta]

2 comentários:

  1. Nossa, eu achei muito, mas muito fraco MESMO esse desenho. Só pancadaria sem roteiro. Recomendo que assista ao do Thor, muito mais interessante apesar de tb tentar contar um pouco de história demais em pouco tempo, mas é muito mais bem feito e conduzido.

    ResponderExcluir
  2. Respeito sua opinião, Marcião, mas o que esperar de um desenho sobre Wolverine e Hulk? Porradaria!!!
    Mas achei até que teve um roteiro bom, sim.
    Eu assisti o Thor, velhão! Mas não curti tanto quanto... acho que a culpa disso é a atual fase do Deus do Trovão, feita pelo Straczynski e Coipel! Eu acho que é simplesmente a melhor história já feita para o portador do poderoso Mjolnir!

    ResponderExcluir

Comentaê

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...