Blogger templates

7 de jun de 2009

O Exterminador do futuro: A salvação

No início, duas coisas me mantinham afastado do cinema para ver esse filme:
A primeira era o fato de se fazer mais um filme do Exterminador do Futuro, logo depois do fiasco que foi o de 2003. Os produtores de Hollywood, ainda estão na febre dos retcons, querendo fazer mais e mais filmes das antigas. Puta falta de criatividade.
A outra, era a direção do filme... McG, que fez a "pérola" As Panteras.
Logo depois descobri que o roteiro era de responsabilidade de dois caras que também fizeram o roteiro do3° filme da série, além de ter feito aquela caca da Mulher-Gato!!!! Cara, era pra desistir aí.
Mas como sou brasileiro e não desisto nunca...

Até citei aqui que me manteria longe do filme, mas depois que assisti ao trailer, durante uma sessão do filme "Anjos e Demônios", não resisti e fui conferir.
E não me arrependi! O filme é bem louco!
Muita ação e cenas que ficam na cabeça depois de sair da sessão.

A grande primeira cena é a do helicóptero, logo no início do filme. Os takes ficaram fantásticos. Outra bem nervosa, é a da perseguição das motos-exterminadoras. Cara, aquilo ficou muito bom!

As máquinas foram muito bem desenhadas, principalmente os "mechas". O som que eles emitem era algo bem assustador, justamente para entrar nesse clima apocalíptico que o filme pedia.
Aliás, os efeitos sonoros, assim como os visuais, estão muito bons. Som e imagem casaram bem em muitas partes do filme.
Talvez, alguém reclame da CG de uma parte específica no filme, onde uma aparição "surpresa" rola, mas sinceramente acho que aí seria forçar demais. Se for pra reclamar do efeito "bonecão" do personagem, então teremos que detonar metade dos personagens em Star Wars!

O filme teve lá suas falhas, como personagens mal-aproveitados, mas o que me incomodou mesmo foi a "mascotinha" que arranjaram pra ele.
Star é uma menina que não fala e participa de quase todas as cenas em que Kyle Reese está. Fiquei esperando pra saber qual era a dela no filme, afinal de contas, e me surpreendi quando descobri que ela não faz a mínima falta nele. A velha mania de colocar elementos infantis em filmes de ação.
Outra parte que me incomodou foi o fato da comunicação via rádio entre os rebeldes ser tranquila e da segurança que eles tinham ao usar quinquilharias tecnológicas que possuiam.
Quer dizer então que a toda-poderosa Skynet não era tão fodona assim?

Com um orçamento estimado em US$ 200 milhões, a franquia retornou bastante mudada. Além da presença de Christian Bale, o “Batman”, que faz o protagonista John Connor, líder da resistência na batalha entre máquinas e humanos e da saída de Arnold Schwarzenegger, que fez fama no papel do andróide e nem quis saber de fazer sequer uma "ponta", o filme conta com clima bem pós-apocalíptico, num tom acinzentado, com maquinária à la Matrix, efeitos especiais e cenas de ação de cair o queixo, assim como em Transformers e o som e fotografia que impressionam.

A boa surpresa no filme é Marcus Wright, muito bem interpretado por Sam Worthington, um presidiário que estava no corredor da morte e oferece seu corpo a ciência. Ele "acorda" em outra época e em outro lugar e acaba descobrindo que é muito mais do que um simples humano.

Uma coisa engraçada que rolou no cinema, foi que fiquei quase o filme todo tentando lembrar com quem a mulher do Connor, com aqueles olhos fantásticos se parecia e quase no final lembrei que era a atriz Bryce Dallas-Howard, que fez a Gwen Stacy em Homem-Aranha 3.

Outra coisa que me empolgou, foi a trilha sonora.
Ouvir "Rooster" do Alice in Chains e "You could be mine" do Guns foi duca! Me levaram a pensar nas coisas boas dos anos 90!
E por falar nessa música, rolaram várias homenagens aos filmes anteriores. Frases de efeito que mais ficaram parecendo clichézões, mas não prejudicaram em nada o filme.
"I'll be back", desta vez dita por John Connor, não poderia ficar de fora dessa!

Bom, é isso. Nunca fui um fã fervoroso do Exterminador.
Gostei do 1° filme, curti bastante o 2°, não aguentei assistir o 3° até o final (por duas vezes) e achei que esse 4° foi bem feito e superou todas as minhas expectativas, que eram poucas em relação à esse filme. Além de cumprir seu papel, que era me divertir...
Então, mesmo com alguns furos bobos no roteiro, acho que ele merece uma:

Nota.08
Reblog this post [with Zemanta]

3 comentários:

  1. Parabens pelo blog! Muito tri velho! Estoy a seguir!! Abraços do Diemer! P.S. Conheci ele pelo Futuro incerto!

    ResponderExcluir
  2. Muito legal! Conheci através do Futuro Incerto do nosso amigo Felipi! Sucesso!....abraço do Zé!

    ResponderExcluir
  3. Valeu Márcio, valeu James!
    Espero que o blog agrade à vocês!
    Qualquer opinião e crítica serão bem-vindas!
    Abração!

    ResponderExcluir

Comentaê

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...