Blogger templates

27 de dez de 2012

Os Melhores de 2012 - Quadrinhos


Aproveitando que o fim de ano tá cheio de retrospectiva, vou tentar listar aqui, até o final do ano, as melhores coisas que vivenciei/experimentei em 2012, enfim, coisas que curti durante esse ano, em várias categorias nerds, tipo filmes, livros, vídeos, blogs, fotos, etc.
E pra começar, vou listas os melhores quadrinhos de 2012 na minha opinião!


Esse ano foi cheio de lançamentos, comprei bastante coisa em relação a quadrinhos, mas  confesso que ainda não li tudo. Cara, tem uma verdadeira pilha do lado da minha cama, na minha estante e dentro do armário ou espalhado pela casa!
Então, vou listar aqui só as coisas que li, com comentários e no final, apontar uma ou duas coisas ruins ou que me decepcionaram...

- Daytripper (Autores: Fábio Moon e Gabriel Bá / Editora: Vertigo / DC Comics)

Se não me engano, a revista é do ano passado, mas só li em Janeiro desse ano... ótima revista para filosofar um pouco mais sobre a vida e a morte! Ganhou prêmios importantíssimos como o Eisner. Mais do que merecido! Ótima HQ!




- Hellboy - Caçada Selvagem (Autores: Mike Mignola (roteiro), Duncan Fegredo (arte) e Dave Stewart (cores) / Editora: Mythos)

Sou suspeito pra falar de Hellboy. É meu personagem favorito. Mignola escreve brilhantemente bem e a arte de Fegredo é muito próxima da dele, aliás, um pouco melhor, e nessa aventura, uma parte importante do passado do diabão mais gente boa do mundo é conhecida! HQ mais que necessária pra quem é fã!




The Art of Hellboy (AutoresMike Mignola) importado

Livro fantástico com todas as artes do personagem, coisas bacanas como comentários do próprio autor sobre as ilustras, capas, histórias... e ainda uma aventura inédita! Devia ser publicado no Brasil, os fãs merecem!



Homem Aranha Noir #2 (AutoresDavid Hine, Fabrice Sapolsky (roteiro), Carmine Di Giandomenico (arte) / Editora: Panini Books)

Acabou sendo uma surpresa pra mim. Depois de uma estréia um tanto insossa, esse personagem que fiquei conhecendo através do game do Aracnídeo, acaba ganhando uma continuação bem melhor que sua apresentação, trazendo com ele, finalmente personagens legais como a Gata Negra, o Doutor Octopus e o Homem-Areia.

Vikings - A Viúva do Inverno (Autores: Brian Wood (texto), Leandro Fernandez (arte), Dave McCaig (cores), Massimo Carnevale (capas) - Originalmente Northlanders #21 a 28. / Editora: Panini Comics)

Acompanho "Vikings" pela linha Vertigo já a um bom tempo e esse encadernado reúne mais oito histórias da série mensal num ótimo livro!
Com ambientação em uma cidade fundada pelos nórdicos, às margens do congelado rio Volga, a história traz protagonistas que já se mostram afeitos à fé cristã, ainda que lembrem vez ou outra dos antigos deuses que cultuavam, com a estrutura política organizada e a rede de comércio estabelecida.

Em Vikings - A viúva do Inverno, o foco das atenções está em uma das moradoras dessa cidade e sua filha, que enfrentam além do rigor do frio, uma misteriosa pestilência que assola sua aldeia e que mata também seu marido. A história gira em torno de guerras pelo poder da cidade, os perigos de uma invasão, o assédio de homens que invejam sua posição como conselheira nas assembleias do Grande Salão e que gostariam de dominá-la por isso. Ótima HQ, mais pelo roteiro do que pela arte.


- Usagi Yojimbo - O Limiar Da Vida e da Morte (Autor: Stan Sakai / Editora: DEVIR) 

Miyamoto Usagi, o samurai coelho desempregado que vaga pelo Japão Feudal da Era Edo, combatendo a injustiça e aperfeiçoando suas habilidades espirituais e marciais, volta numa edição bem legal de sua revista. Sou fã do jeito que Stan Sakai, o criador de Usagi Yojimbo, conta suas histórias porque sempre envolve muita pesquisa. Quem quiser saber mais sobre ela, aqui tem uma pequena resenha. 


Diomedes (A Trilogia do Acidente) - (autor: Lourenço Mutarelli)

Revista simplesmente fantástica! A arte de Mutarelli é meio esquisita na verdade, mas ela tem um charme foda! Principalmente porque ela casa muito bem com o roteiro sempre lisérgico! No link acima, tem uma resenha dessa também!



_________________________________________


- Linha VertigoÉ a única mensal que estou acompanhando seriamente. Sem dúvida, uma das melhores produções sendo feita na atualidade. Estou lendo coisas como Vikings, Escalpo (daria fácil um filme ou série), Hellblazer (as histórias de John Constantine são sempre divertidas de acompanhar), a fantástica Casa dos Mistérios (uma das melhores séries que já li, logo faço um review completo aqui) e Vampiro Americano, as histórias de Skinner Sweet e a nova casta de vampiros que infernizam a vida dos vampiros europeus! Escrita por Scott Snyder e pelo romancista Stephen King, ambas desenhadas pelo brasileiro Rafael Albuquerque é a melhor série sobre vampiros já escritas atualmente. Ano passado fiz a assinatura da revista e infelizmente não tenho tido tempo de ler tudo. Parei na nº 16, mas minha intenção é chegar logo na 29, 30 para ler a série Spaceman da qual falam tão bem... 


_________________________________________




Homem-Aranha n° 129 (Dan Slott (roteiro) e Marcos Martin (arte) - Editora Panini

As mensais da Marvel não estão me agradando mais, mas algumas revistas do Homem Aranha ainda dá pra ler. Ele acabou evoluindo um pouco mais do que o restante, como personagem, depois da besteirada (que acabou não sendo assim tão besteirada) que fizeram com ele, o lance lá do pacto com o Mefisto... Essa fase de troca de uniformes tá bem interessante. Vale a pena acompanhar. 




Habibi (autor: Craig Thompson)


Com essa HQ, Craig ascendeu a mais um degrau, bem próximo do mestre Will Eisner. Os detalhes presentes nas ilustrações dessa revista são de cair o queixo! Isso que são 672 páginas! Um monstro de quadrinhos que não dá nem pra segurar direito pra ler! E os detalhes não estão só nos desenhos, mas no roteiro, que tem um cuidado primoroso! Muito sobre a religião islâmica, mulçulmana e até a cristã, estão presentes nesse trabalho fantástico, que merece ser lido pra quem curte quadrinhos, mesmo que não se ligue muito em religião! 



- Grandes Astros Superman - autores: Grant Morrison (roteiro) / Frank Quitely (desenhos).

Simplesmente fantástico! Vale cada centavo!
Essa e mais, FantasmópolisO guia de sobrevivência a zumbis – ataques registrados, estão nessa resenha!



Compradas/Ainda quero ler. (compradas, na pilha, serão lidas em breve...)

Tartarugas NinjasBoa iniciativa de publicação, preço bom e desenhos bem legais. O roteiro é mais do mesmo, pelo que vi, não conseguem sair muito do feijão com arroz criado por  Kevin Eastman e Peter Laird.


Astronauta - Magnetar (roteiro e arte: Danilo Beyruth).
Pelo que ouvi falar, um dos melhores lançamentos nacionais do ano e se bobear de todos os tempos! Curto muito o traço do Danilo e tenho certeza que a revista tá bacanuda! Falta só conseguir achar uma pra comprar!
100 Balas - Samurai #8, Noites de Jazz #9, Vidas Dizimadas #10 e Decaido #11;


Tenho toda a coleção de 100 Balas agora! Comprei as últimas que me faltavam. Começarei o ano lendo elas!

Pinóquio - Editora Globo - Várias adaptações da história original. Design de capa e das histórias muuuito boas!

Sandman Apresenta: Contos Fabulosos – Editora Panini / DC (Vertigo) - Arte: Dave McKean - Bem interessante. McKean manda benzaço! 


Batman, o Filho do Demônio é uma revista que espero pra ler desde que tinha uns 11 anos! Como eu morava no Sul e a distribuição nacional era (é) uma titica, nunca tive a chance de ler essa história e agora, depois de 2, 3 meses que comprei a revista ainda não consegui ler!!! Ainda bem que não sofro de ansiedade. Publicada originalmente em 88, tem roteiro de Mike W. Barr e arte de Jerry Bingham.


Além de Monstros! de Gustavo Duarte, Hellboy - A Noiva do Demônio, Tune 8, O Inescrito, Adeus Tristeza, etc., etc...
Decepcionaram:

- Paraíso de Zahra Autores: Amir (roteiro) e Khalil (arte) - Editora Leya / Barba Negra.

As suspeitas de fraude nas eleições presidenciais no Irã, em 2009, que culminou na violenta repressão de estudantes que tomaram as ruas e no desaparecimento de várias pessoas, entre eles o jovem Mehdi, que é parte importante da narrativa dessa HQ, pois levou sua mãe e o seu irmão a uma incansável busca, e por isso, à revelação da crueldade e corrupção instaurada nesse país. Apesar da importância do relato que esse livro traz, achei a revista meio chata, difícil de ler. Talvez o assunto não me pegou como deveria, ou nenhum personagem cativou o bastante para me envolver na história, ou apenas... não estava muito na "vibe" de ler algo assim. 

- A Máquina de Golberg Autores: Vanessa Barbara (roteiros) e Fido Nesti (arte).

Sempre fui fã daqueles engenhocas malucas que incluem diversos passos complicados, onde para ligar um simples ventilador, para executar algo simples, é montada uma grande traquitanaiada!
Na trama, um garoto gordinho, revoltado e desajustado passa por uma experiência transformadora no acampamento de férias Montanha Feliz. É interessante em certos aspectos, curti os desenhos do argentino Nesti, as cores são bem legais, mas a história não segurou legal... não chega a ser aquela revista fantástica que você tem vontade de ler mais de uma vez.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comentaê

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...